Após denunciar pedofilia, ator de "Os Goonies" é esfaqueado em Los Angeles  - Entretenimento

Versão mobile

 

Vingança?29/03/2018 | 07h23Atualizada em 05/04/2018 | 08h19

Após denunciar pedofilia, ator de "Os Goonies" é esfaqueado em Los Angeles 

Os ataques vieram logo depois de Corey Feldman protagonizar uma série de denúncias contra produtores e diretores de Hollywood

Após denunciar pedofilia, ator de "Os Goonies" é esfaqueado em Los Angeles  IMDB/Divulgação
Corey Feldman Foto: IMDB / Divulgação

Famoso pelo papel de Mouth no clássico dos anos 1980 Os Goonies, o ator Corey Feldman foi esfaqueado em Los Angeles, EUA, dentro de seu carro. Os ataques vieram logo depois de o ator protagonizar uma série de denúncias contra produtores e diretores de Hollywood, acusando-os de pedofilia. Para o artista, os dois acontecimentos têm ligação.

Corey Feldman, de 46 anos, publicou em sua conta do Twitter imagens suas no hospital e explicou que sofreu uma tentativa de homicídio por um homem, quando estava dentro de seu carro. O criminoso teria pego o segurança particular de Corey em um momento de distração, aberto a porta do veículo e desferido o golpe.  Para o artista, o ataque tem ligação com as suas denúncias sobre pedofilia em Hollywood, levadas a público recentemente. 

"Estou no hospital. Eu fui atacado esta noite. Um homem abriu a porta do meu carro e me esfaqueou com alguma coisa. Por favor, enviem orações por nós. Graças a Deus só havia eu e meu segurança no carro, quando três homens se aproximaram. Quando o segurança estava distraído, um cara me atacou! Estou ok!", explicou Feldman. 

Leia mais
Polícia aguarda autorização para prender Harvey Weinstein
Emma Watson aparece com tatuagem em homenagem a movimento contra o assédio sexual
Oscar consolida início de uma nova era em Hollywood

Seis meses atrás, o ator de Os Goonies tinha sido liberado de uma investigação de abuso sexual, que foi registrado no ano passado. O artista denunciou ter sido molestado por "pessoas poderosas" da indústria do entretenimento. O caso teria acontecido nos anos 1980. Seu amigo e colega de profissão, Corey Haim, também afirmou ter sido estuprado quando criança.

Em entrevista na TV americana, Feldman denunciou o ator Jon Grissom e o diretor Marty Weiss como responsáveis pelo abuso. O diretor já havia sido condenado por violência sexual. Apesar das denúncias, a polícia arquivou as investigações, o que causou preocupação em Corey, que temia represálias dos acusados. Inclusive, o ator pediu doações para bancar a segurança pessoal.

De acordo com o artista, a polícia de Los Angeles (LAPD) investiga o caso como tentativa de homicídio. Entretanto, a LAPD informou à Fox News não ter conhecimento do caso. Em outro tweet, Feldman desabafou revoltado: "Eu tenho recebido várias ameaças em todas as plataformas por esse bando de lobos e tenho certeza que esse ataque é o resultado dessas ações negativas! Tenho razões para acreditar que tudo está conectado! Chega é chega! Quão doente são essas pessoas?!?"


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros