Ator Cecil Thiré, filho de Tônia Carrero, sofre de mal de parkinson - Entretenimento

Versão mobile

 

Abalado09/03/2018 | 12h34Atualizada em 09/03/2018 | 12h34

Ator Cecil Thiré, filho de Tônia Carrero, sofre de mal de parkinson

Quadro do artista foi agravado após a morte de sua mãe, no último sábado (3)

Ator Cecil Thiré, filho de Tônia Carrero, sofre de mal de parkinson DANIEL CASTELO BRANCO/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Cecil Thiré no velório de sua mãe, Tônia Carrero Foto: DANIEL CASTELO BRANCO / AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
GaúchaZH
GaúchaZH

Conhecido por novelas como A Próxima Vítima, Roda de Fogo e Top Model, o ator Cecil Thiré sofre de Mal de Parkinson. Segundo informações do jornal Extra, seu quadro foi agravado após a morte de sua mãe, Tônia Carrero, no último sábado (3).

Leonardo Thierry, sobrinho de Tônia e primo do ator de 74 anos, contou à publicação que Cecil perdeu a capacidade de andar e em certas horas do dia fala muito mal. Conforme Leonardo, o ator ficou muito abalado com a morte da mãe, e os pacientes com Parkinson reagem muito mal ao estresse emocional.

Leia mais
Tônia Carrero tinha estreita relação de amizade com intelectuais gaúchos
FOTOS: relembre momentos da carreira de Tônia Carrero
 Tônia Carrero: veja a repercussão da morte da atriz 

De acordo com o Extra, Cecil está se tratando com o neurologista José Mauricio Godoy, o mesmo que cuidou de Tônia Carrero. Na última terça-feira (9), um dia após o velório, o ator foi a uma consulta previamente marcada com o médico, e seu quadro apresentou melhora.

Cecil Thiré tem se tratado com o neurologista José Mauricio Godoy, o mesmo que cuidou de Tônia Carrero. Na terça-feira, um dia depois do velório, ele foi a uma consulta que já estava marcada e a avaliação do quadro atual foi de melhora.

Leonardo explicou ao Extra que a doença de Cecil é diferente da que levou sua mãe. Conforme o primo do ator, Tônia tinha hidrocefalia oculta, uma doença congênita, que ela herdou da mãe dela, D. Zilda Portocarrero, que teria terminado a vida exatamente da mesma maneira. 

– Muitas vezes disseram que Tônia tinha Alzheimer, o que não é verdade. Ela perdeu a capacidade de andar e falar, mas ficou lúcida até o fim – garantiu Leonardo à publicação.



 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Mais sobre

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros