Confira cinco perguntas e respostas sobre sexualidade na adolescência - Entretenimento

Versão mobile

 

Falando de Sexo22/03/2018 | 12h17Atualizada em 22/03/2018 | 12h17

Confira cinco perguntas e respostas sobre sexualidade na adolescência

Confira cinco perguntas e respostas sobre sexualidade na adolescência Arte ZH/
Foto: Arte ZH
Andrea Alves e Lucia Pesca

1) Como é o exame em uma adolescente que nunca teve relações sexuais?
O exame ginecológico em menina virgem é simples, sem toque vaginal – o que só acontece depois da primeira relação. Em geral, é feito com exame ultrassonográfico para avaliar os órgãos genitais internos (como o útero e os ovários). 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

2) Masturbação pode romper o hímen?
A masturbação só não rompe o hímen se o estímulo for no clitóris. A virgindade física pode ser “perdida” de várias maneiras. A mais comum é por meio da relação sexual com a introdução do pênis, mas o rompimento do hímen pode acontecer com o dedo ou com qualquer outro objeto colocado dentro da vagina.

3) É possível engravidar na primeira relação sexual?
Óbvio que se pode engravidar desde a primeira relação! Por isso, é preciso se proteger desde o primeiro encontro sexual. A proteção irá servir para prevenir uma gravidez e também doenças sexualmente transmissíveis.

4) Gravidez na adolescência é considerada de risco?
Os cuidados para não engravidar na adolescência são fundamentais porque, muitas vezes, os órgãos reprodutores não estão maduros, podendo ocasionar partos prematuros ou abortos. Não se sabe o porquê, mas há, ainda, um número importante de garotas que têm aumento da pressão arterial, um problema que atinge mulheres grávidas em geral, mas com incidência maior em adolescentes.

5) Com que idade pode-se começar a tomar anticoncepcional?
As pílulas anticoncepcionais não devem ser tomadas antes de se completar dois anos da primeira menstruação. Neste período, o sistema neuroendócrino, que regula o ciclo hormonal da mulher, ainda está em formação.

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros