Como conversar com suas filhas adolescentes sobre sexualidade - Entretenimento

Versão mobile

 

Falando de Sexo26/04/2018 | 19h00Atualizada em 26/04/2018 | 19h00

Como conversar com suas filhas adolescentes sobre sexualidade

Como conversar com suas filhas adolescentes sobre sexualidade Arte ZH/
Foto: Arte ZH
Andrea Alves e Lucia Pesca

Preciso de ajuda com a minha filha. Sou só eu com ela e trabalho muito. Ela fica bastante tempo sozinha e está entrando na adolescência. Minha chefe me disse que eu tenho que a levar no gineco e conversar sobre sexo. 

Eu não sei se é bom eu falar com ela sobre isso, tenho medo de estar estimulando a transar. O que devo fazer?

Não importa se você vai ficar constrangida ou desconfortável falando com a sua filha sobre anticoncepcionais, cuidados e doenças sexualmente transmissíveis. Ela precisa ouvir isso de você. Quando começa a menstruar, a menina pode engravidar. 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Quase 50% das jovens do Ensino Médio já tiveram relações sexuais, pelo menos, uma vez. Cerca de metade das novas DSTs, a cada ano, é diagnosticada em adolescentes e adultos jovens, com idades entre 15 e 24 anos.  

Tranquilidade
Fale com sua filha sobre o controle da natalidade, incluindo a pílula do dia seguinte. Deixe claro que ter relações sexuais apenas uma vez pode engravidá-la ou levar a uma DST, inclusive no sexo oral. Esta deve ser uma conversa tranquila, não uma ameaça! 

Mostre como funciona uma camisinha. Esta é uma das melhores maneiras de se proteger de uma gravidez. Além disso, também protege contra muitas DSTs. 

Fale sobre as paixões. Muitas vezes, quando uma menina atinge a puberdade, ela se apaixona pela primeira vez. Não ignore os sentimentos da sua filha. Ensine-a a tomar decisões inteligentes. Diga a ela que o respeito é importante em um relacionamento saudável.

Fale sobre a pressão dos colegas que pode levar a adolescente a ir mais longe do que ela quer. Pais que dão orientação sem ameaça ou punição criam filhos mais conscientes e sadios.

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros