Dado Dolabella deixa a prisão após dois meses - Entretenimento

Versão mobile

 

Em liberdade08/04/2018 | 13h37Atualizada em 08/04/2018 | 14h22

Dado Dolabella deixa a prisão após dois meses

Ator ficou preso em São Paulo devido a condenação por não pagamento de pensão alimentícia a um de seus filhos. No entanto, ele já teve novo mandado de prisão em regime aberto expedido

Dado Dolabella deixa a prisão após dois meses TV Globo / Reprodução/Reprodução
Dado Dolabella em fevereiro, quando foi preso em São Paulo Foto: TV Globo / Reprodução / Reprodução
GaúchaZH
GaúchaZH

Pouco depois da meia-noite desta sexta-feira (6), o ator Dado Dolabella deixou a carceragem do 33º Distrito Policial (DP), em Pirituba, na cidade de São Paulo. Ele esteve preso durante dois meses pelo não pagamento de pensão alimentícia. Segundo a polícia, Dado deve R$ 196 mil. 

Em dezembro passado, a Justiça determinou que ele pagasse o direito a um dos seus filhos. O ator já havia sido preso pelo mesmo motivo em agosto de 2017, mas, à época, conseguiu uma liminar.

Leia mais
Polícia investigará vazamento de fotos de Dado Dolabella na prisão
Dado Dolabella culpa consumo de carne por passado violento

A nova prisão de Dado ocorreu depois que uma mulher procurou a polícia e afirmou saber onde o ator estava escondido. Ela apresentou um mandado de prisão e levou os policiais até um apartamento em Moema, zona sul de São Paulo, onde Dado foi detido. 

O ator contesta os valores que deveriam ser pagos ao filho, já que no momento está desempregado:

—  Esse valor da pensão está errado, é um valor que eu não recebo mais. Eu queria poder dar mais pro meu filho.

Outro mandado de prisão

Embora tenha sido solto nesta sexta, Dado já tem outro mandado de prisão expedido pelo 3ª Juizado da Violência Doméstica em Jacarepaguá, no Rio. Segundo o site G1, a juíza Ana Paula Delduque revogou os termos de condicional e expediu no fim de fevereiro novo mandado de prisão, em regime aberto, para Dado por outro crime. Desta vez, o mandado refere-se a um processo de 2017, no qual Dado foi condenado  a dois meses e 15 dias de prisão por injúria e dano depois que xingou e escreveu  palavras ofensivas na lataria do carro de Viviane Sarahyba, sua ex-mulher.

No regime aberto, o condenado pode realizar atividades permitidas durante o dia e precisa recolher-se à noite em casa de albergado ou na própria casa, na falta de estabelecimento adequado.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros