Guri de Uruguaiana fala sobre o feriado: "Devia se chamar Dia da Folga" - Entretenimento

Versão mobile

 

Só se fala noutra coisa...28/04/2018 | 12h00Atualizada em 28/04/2018 | 12h00

Guri de Uruguaiana fala sobre o feriado: "Devia se chamar Dia da Folga"

 

Dia do Trabalho?

Muito tempo para "fazer nada"Foto: Fabrício Eckhard / Divulgação

Tchê, buenas! Está chegando o Dia do Trabalho, e muita gente espichou o final de semana pra fazer um feriadão. Adianta um feriado prolongado se o dinheiro está mais curto do que coice de porco? Claro que adianta! Assim, sobra mais tempo para fazer nada. 

 Leia outras colunas do Guri de Uruguaiana   

Eu sempre achei estranho o fato de o Dia do Trabalho ser feriado, pois ninguém trabalha nesse dia. Devia se chamar Dia da Folga. 

Mas, pensando bem, no dia de finados a maioria das pessoas não morre… E não é em todos os dias das bruxas que a minha sogra vem me visitar!

Que situação...

Pior é a situação de um compadre meu, que nem pode comemorar o Dia do Trabalho. O pobre coitado está desempregado. Outro dia, ele foi fazer uma entrevista de emprego e o entrevistador perguntou: 

— Tem alguma recomendação da última empresa em que trabalhou? 

— Lógico que tenho. A recomendação deles foi que eu procurasse outra empresa pra trabalhar.

— Te consideras uma pessoa responsável? 

— Mas é lógico. No meu último emprego, sempre que dava um problema, todo mundo dizia que eu que era o responsável!

Que barbaridade!  

Vingadores no cinema

Só faltou o Chapolin ColoradoFoto: Guri de Uruguaiana / Divulgação

Estou mais ansioso do que cusco em canoa para ir ao cinema conferir o novo filme dos Vingadores: Guerra Infinita, que estreou na quinta-feira passada. Os viventes conseguiram colocar, em um único filme, o Thor, o Hulk, o Capitão América, o Homem de Ferro, o Pantera Negra, o Homem Aranha, os Guardiões da Galáxia, o Dr. Estranho e mais uma montoeira de heróis. Só faltou a Formiga Atômica e o Chapolin Colorado. Que barbaridade!

Quando eu era piá, não era muito fã de super-heróis. A verdade é que eu gostava tanto de comer na minha infância que, quando me perguntavam qual era meu super-herói favorito, eu sempre respondia: o SuperMercado! 

Causo da Fronteira

O Juvenal tomou coragem e foi falar com o chefe dele.

— Patrão, o senhor me desculpe, mas faz 20 anos que eu não recebo um aumento de salário!

— Tá desculpado, tchê! 

Que barbaridade!

CNH digital 

Foto:

 

Nesta semana, eu li a notícia de que a emissão da Carteira Nacional de Habilitação em formato digital já está disponível em todo o país. A partir de agora, quem fizer a carteira digital poderá apresentar o documento pelo celular mesmo. 

Que tecnologia essa, né, chê? Bah...

Isso me lembrou quando um bagual amigão meu resolveu tirar a carteira de motorista dele. No primeiro dia de autoescola, o instrutor falou pro sujeito: 

— Bota o cinto…  

E o meu amigo foi lá e colocou. 

— Liga o carro.

Ele ligou. 

— Agora, sai bem devagarinho. 

O bagual tirou o cinto, abriu a porta do carro e foi saindo bem lentamente, pé por pé. Mas que barbaridade, chê!

Foto:

 Leia outras colunas do Guri de Uruguaiana   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros