Após polêmica sobre intolerância, Padre Fábio de Melo se reconcilia com babalaô Ivanir dos Santos - Entretenimento

Versão mobile

 

Café da paz22/05/2018 | 07h37

Após polêmica sobre intolerância, Padre Fábio de Melo se reconcilia com babalaô Ivanir dos Santos

Sacerdote fez declarações polêmicas e foi criticado por líderes de religiões de matriz africana

Após polêmica sobre intolerância, Padre Fábio de Melo se reconcilia com babalaô Ivanir dos Santos Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação
GaúchaZH
GaúchaZH

Depois da polêmica envolvendo declarações do Padre Fábio de Melo a respeito da macumba, parece que o sacerdote e o babalaô Ivanir dos Santos, um dos mais importantes líderes religiosos afro-brasileiros, conseguiram se reconciliar.

Leia mais
Padre Fábio de Melo volta atrás e pede desculpas sobre comentários a respeito da macumba
Padre Fábio de Melo dá declaração polêmica sobre macumba: "Se tiver fresco, a gente come"
"Chocado", diz padre Fábio de Melo sobre encontro de Evaristo Costa e Marcelo Rossi

Segundo o site do jornal O Globo, os dois, junto com o pastor da Igreja Batista Soul, Kleber Lucas, e o advogado Ricardo Brajterman tomaram café da manhã juntos, selando uma parceria em favor da liberdade religiosa. O encontro ocorreu na manhã deste domingo (20). Após o café, Melo e Santos seguiram para o Centro Espírita Caboclo Pena Branca, em Nova Iguaçu, que foi invadido e vandalizado no início do mês. 

Relembre o caso

O padre fez um discurso que levantou críticas de parte da comunidade religiosa. Durante uma missa realizada no início de maio em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, o padre fez piada sobre a macumba, oferenda muito comum dentro das práticas de religiões de matriz africana, como o candomblé.  No discurso, falou sobre "galinha preta, cachaça e farofa", e arrancou risos dos fieis católicos ao dizer que "se tiver fresco, a gente come". Também reforçou que esse tipo de oferenda é contra a fé cristã. 

A atitude não foi bem recebida pelo babalaô, que notificou o sacerdote para que ele retirasse do ar o vídeo em que aparece celebrando a missa e "tratando de forma desrespeitosa religiões de matriz africana". Pelas redes sociais, Melo já havia se pronunciado e pedido desculpas pelas declarações.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros