Banda de Camaquã tenta manter vivo o clássico rock gaúcho - Entretenimento

Versão mobile

 

Estrelas da Periferia01/05/2018 | 09h58Atualizada em 01/05/2018 | 12h20

Banda de Camaquã tenta manter vivo o clássico rock gaúcho

A Doctor Dog ganha destaque no cenário local por investir em canções próprias

Banda de Camaquã tenta manter vivo o clássico rock gaúcho Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Com a proposta de manter vivo o clássico rock gaúcho, a banda Doctor Dog foi criada no ano 2000, em Camaquã, na zona sul do Estado. Na época, os amigos de escola sonhavam, como boa parte dos colegas, em fazer música.

Inspirados em nomes como TNT e Acústicos & Valvulados, os parceiros Rodrigo Braul (vocal) e Agemir Jr (baixo) criaram o grupo. Em seguida, entraram Chico Lopes (bateria) e Gabriel Xavier (guitarra).

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia.

— A proposta inicial era a nossa diversão, tocando muito rock — lembra Rodrigo.

Logo que a banda nasceu, os parceiros já começaram a mostrar que não seriam apenas mais uma banda que faz releituras de sucessos. Eles gravaram a primeira canção própria, batizada de Eu e Beatriz. 

Leia mais sobre famosos e entretenimento

— O repertório da banda tem muita influência de rock nacional e internacional, de nomes como Beatles, The Doors, Cazuza e os gaúchos, é claro. Mas, certamente, o que chama atenção para o nosso trabalho são as canções autorais. A gente acredita que pode manter viva a essência do rock gaúcho — afirma Rodrigo. 

Projeto engrenou

Em 2004, apareceu um dos primeiros sinais de que o grupo tinha futuro. Na época, a banda venceu o concurso Chance Etapa Pop Rock, promovido pelo Diário Gaúcho. 

Dali em diante, os roqueiros chamaram atenção do cenário local, abriram shows de nomes como Cachorro Grande e Acústicos & Valvulados, até chegar a um dos grandes momentos da carreira: a gravação de um DVD comemorativo aos 15 anos da Doctor Dog, em 2015, no Opinião. 

— Foi uma grande noite, 15 anos de dedicação ao rock. A festa contou com as participações do Alemão Ronaldo, do Rafael Malenotti e do João Vicenti (da banda Nenhum de Nós) – relembra Rodrigo.

O músico comenta com orgulho que, atualmente, a banda consegue manter uma média de seis shows mensais:

— Nossa agenda é bem intensa para uma banda do interior. Tocamos em Gravataí, Pelotas, Tapes, Camaquã...

Em 2017, a banda gravou seu mais recente EP, com a produção de Paulo Arcari, ex-TNT, com canções como Cena de Novela e Colégio de Freiras. 

Pitaco de Quem Entende 

Claus, da dupla com Vanessa, fala sobre trabalho da Doctor Dog:

— A banda mantém o estilo do bom e velho rock gaúcho, seguindo claramente tendência de referências clássicas, como TNT, Vera Loca e  Cachorro Grande. Dá para ver que eles não são marinheiros de primeira viagem, têm um som já bem evoluído, com levada, com pegada. Eles estão entrosados, têm uma “liga” bacana. 

 

— Para falar com a banda, ligue para (51) 98476-1818.

— Se quiser participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros