"É um show futurista", diz Luan Santana, sobre espetáculo desta sexta, em Porto Alegre - Entretenimento

Versão mobile

 

Ano X11/05/2018 | 07h00Atualizada em 11/05/2018 | 07h00

"É um show futurista", diz Luan Santana, sobre espetáculo desta sexta, em Porto Alegre

Cantor apresenta nova turnê no Araújo Vianna, às 21h

"É um show futurista", diz Luan Santana, sobre espetáculo desta sexta, em Porto Alegre Will Aleixo/Divulgação
Foto: Will Aleixo / Divulgação

Comemorando 10 anos de carreira em 2018, Luan Santana apresenta um show diferente do que os fãs estão acostumados a assistir, hoje, no Auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre. Em Ano X, o sertanejo, 27 anos, surpreende ao apresentar um espetáculo que traz ícones futuristas no palco, mesclando com elementos da Roma Antiga. O show recorre à tecnologia com efeitos especiais, com algumas referências ao universo pop, e traz a projeção de ilustrações em uma máscara gigante, fazendo referências ao presente e ao futuro. 

Em entrevista por e-mail, Luan considera que o cenário, o figurino e a iluminação são diferenciais do espetáculo.

— Fizemos uma projeção gráfica que estampa traços e ilustrações numa máscara produzida especialmente para um rosto, que pode ser o seu, o meu e o de quem a sua imaginação permitir. Apesar de ser um show bastante futurista, o rosto é bem parecido com as máscaras usadas no teatro grego e romano. A gente criou tudo, não foi cópia de ninguém — garante o astro, que ainda completa ao Diário Gaúcho:

"É uma letra ousada, mas não apela", diz Luan Santana, sobre música mais tocada em 2017

— O público pode esperar um show com muita interatividade. É uma turnê pensada e idealizada para comemorar os meus 10 anos de carreira. Misturo tanto presente quanto passado na música e no cenário. 

Identidade única

No repertório, além de sucessos que marcaram o começo de sua carreira, como Meteoro, responsável pelo seu estouro no país, outras mais recentes, como Cê Topa e Acordando o Prédio, além dos seus últimos lançamentos — Mamita, que ele gravou com o grupo norte-americano CNCO e 2050, e uma versão de Bailando, de Enrique Iglesias.

Sobre a sua relação com a música latina, Luan defende que a identidade do mercado latino-americano deve ser uma só.

— Não se trata de uma aproximação com o mercado latino, se trata de uma manifestação de que também somos latinos, de que a nossa música pede passagem. A gente tem de começar a levantar esta bandeira: somos latino-americanos, como já diziam Belchior (1946 – 2017) e Zé Rodrix (1947 – 2009) — afirma o cantor.   

É nesta sexta-feira:

O quê: Luan Santana apresenta o seu novo show, Ano X

Quando: hoje, a partir das 21h

Onde: Auditório Araújo Vianna, Osvaldo Aranha, 685

Quanto: ingressos a R$ 140 (plateia alta lateral), R$ 180 (plateia baixa lateral), R$ 200 (plateia alta central), R$ 270 (plateia baixa central) e R$ 320 (plateia gold), à venda nas bilheterias do Teatro do Bourbon Country e no local, a partir das 16h. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros