MC do Guajuviras sonha em viver do funk - Entretenimento

Versão mobile

 

Estrelas da Periferia22/05/2018 | 07h56Atualizada em 22/05/2018 | 12h19

MC do Guajuviras sonha em viver do funk

Aos 20 anos, Franciny Mello não vê a hora de encarar um baile funk e poder cantar para uma grande plateia

MC do Guajuviras sonha em viver do funk Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O funk entrou na vida de Franciny Mello, 20 anos, ainda no início da adolescência. Na época, ela conta que fazia música "de palhaçada", sem pretensão de seguir carreira. Mas o tempo passou, e a brincadeira se transformou no grande objetivo de vida da guria, que mora no Bairro Guajuviras, em Canoas.

Apesar de ser apaixonada por funk desde que "se conhece por gente", como ela diz, Franciny passou um tempo afastada do gênero. Mas em março do ano passado, voltou com tudo e lançou a música O Que Você Quer Ser. Em setembro, gravou Arrocha das Novinhas, com produção do DJ Coringa, de Recife. 

Os ídolos

A música, lançada no YouTube, teve uma repercussão maior do que ela imaginava:

— Eu juro que não esperava tudo isso! E só com a rádio daqui do bairro divulgando, e eu divulgando no Twitter!

Com o apoio da família, MC Franciny corre atrás de seu sonho: viver do funk. A música, projeta ela, será importante para mudar a vida da sua mãe, uma das maiores incentivadoras:

— Meu sonho é conhecer mais MCs e ter uma vida boa.

Voos mais altos

As referências no funk são inúmeras, mas Fran cita algumas que fazem a sua cabeça atualmente:

— Me inspiro na MC Pocahontas e no Felipe Boladão. Sou fã do MC Neguinho do Kaxeta, Kadu e As Gatinhas e MC Yuri BH. Gosto também de ouvir MC Mirella, MC Davi, MC 2K, MC WM e MC MM.

Com planos de lançar o primeiro clipe, Na Brisa, ela está louca para mostrar o seu trabalho para grandes plateias.

— Eu me apresentei só uma vez, foi em uma festa, mas nunca em baile. Este é um dos projetos — sentencia a funkeira, cheia de gás:

— Quero lançar mais de duas músicas neste ano, e espero que estourem — completou a artista.

 CANOAS, RS, BRASIL,, 21-05-2018. MC Franciny, da Franciny Dias, para coluna Estrelas da Periferia, no bairro Guajuviras. (FERNANDO GOMES/AGÊNCIA RBS)Indexador: Fernando Gomes
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Pitaco de Quem Entende 

Rafa, do Rafuagi, fala sobre o trabalho de MC Franciny:

— Música divertida e com um bom balanço. É muito bom ouvir as novas gerações do funk gaúcho, principalmente as mulheres. Vale buscar cada vez mais qualidade para as gravações e para os lançamentos.

MC Jean Paul também opina:

— O mercado carece de vozes femininas no funk. Com foco e determinação, direção e uma boa produção, Franciny pode fazer sucesso. Boa sorte!

Participe!

/// Se quiser participar, mande um histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho, músicas, vídeos e um telefone para o e-mail michele.pradella@diariogaucho.com.br.

/// Para falar com MC Franciny, ligue para (51) 99347-0391

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros