Padre Fábio de Melo dá declaração polêmica sobre macumba: "Se tiver fresco, a gente come" - Entretenimento

Versão mobile

 

Questão de fé11/05/2018 | 08h03Atualizada em 11/05/2018 | 08h03

Padre Fábio de Melo dá declaração polêmica sobre macumba: "Se tiver fresco, a gente come"

Discurso realizado durante missa no interior de São Paulo criticou prática da oferenda no intuito de reforçar a fé católica

Padre Fábio de Melo dá declaração polêmica sobre macumba: "Se tiver fresco, a gente come" Reprodução / YouTube/YouTube
Padre Fábio de Melo arrancou risos dos fieis ao fazer piada sobre macumba Foto: Reprodução / YouTube / YouTube
GaúchaZH
GaúchaZH

Padre Fábio de Melo fez um discurso que levantou críticas de parte da comunidade religiosa. Durante uma missa realizada na terça-feira (8) em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, o padre fez piada sobre a macumba, oferenda muito comum dentro das práticas de religiões de matriz africana, como o candomblé.

No discurso, falou sobre "galinha preta, cachaça e farofa", e arrancou risos dos fieis católicos ao dizer que "se tiver fresco, a gente come". Também reforçou que esse tipo de oferenda é contra a fé cristã.

Leia mais
Namorado de Sasha é criticado por posts após a morte da mãe de Xuxa
Reagindo a denúncias, Giselle Itié publica série de fotos nua no fundo do mar
Anitta critica filme "Vingadores", revolta internet e apaga post; confira repercussão

— Você tem um poder dentro de você, e foi o senhor que disse, lá no final do Evangelho. Você tem o poder de fazer milagres, tem o poder de expulsar demônios. E você treme toda quanto vê aquela galinha preta na porta da suca casa. Se você achar, se de fato acreditar, que uma galinha preta na porta da sua casa com um litro cachaça e uma farofa de banana tem o poder trazer destruição na sua casa, na sua vida, você não conhece a força do Cristo ressuscitado. Com todo respeito a quem faz macumba, pode fazer, pode deixar na porta da minha casa que, se tiver fresco, a gente come. Com todo o respeito por quem acredita nisso, mas não é uma compreensão cristã — declarou o padre.

Um dos incomodados com a atitude do padre foi o babalaô Ivanir dos Santos, representante de movimentos contra a intolerância religiosa. De acordo com o jornal O Globo, Santos, que atua como uma espécie de guia espiritual no candomblé, solicitou que o vídeo exibindo o discurso do padre fosse tirado do ar. O advogado do babalaô disse que Padre Fábio de Melo reconheceu os excessos em sua fala e afirmou que repudia qualquer tipo de preconceito religioso. Em um telefonema feito ao babalaô, também garantiu que, nos próximos dias, vai acompanhá-lo em visitas a terreiros de candomblé e umbanda.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros