Simaria fala sobre recuperação: "Agora sou eu em primeiro lugar" - Entretenimento

Versão mobile

 

Mudança de postura28/05/2018 | 11h26Atualizada em 28/05/2018 | 11h26

Simaria fala sobre recuperação: "Agora sou eu em primeiro lugar"

Diagnosticada com tuberculose ganglionar em abril, cantora reconheceu em entrevista ao "Fantástico" que shows em excesso afetaram sua saúde

Simaria fala sobre recuperação: "Agora sou eu em primeiro lugar" Reprodução/Globo
Simaria, dupla de Simone, fez pausa na carreira por causa da doença: "Entendi que era o momento de ir embora e procurar o médico" Foto: Reprodução / Globo
GaúchaZH
GaúchaZH

Para chegar ao topo das paradas e se estabelecer como uma das vozes mais reconhecidas do atual sertanejo feminino, Simaria Mendes dormia três horas por noite, alimentava-se mal e tinha uma maratona intensa de shows ao lado da irmã, Simone. O sucesso tornou-se realidade, mas o corpo da cantora não aguentou. Em abril, foi diagnosticada com tuberculose ganglionar aos 35 anos, doença provocada pelo estresse, má alimentação e imunidade baixa.

Afastada dos palcos para cuidar da saúde, Simaria falou ao Fantástico em entrevista exibida no domingo (27). Foram os fãs, disse que ela, que notaram os primeiros sinais físicos da doença. Normalmente pesando 50kg, a cantora passou a exibir 42kg. Sentia fraqueza em cima do palco e, em casa, mal conseguia pegar o filho de dois anos e meio no colo.

— Avisei para todas as pessoas à minha volta que eu não estava bem. E estava esperando que alguém tomasse uma atitude por mim. Mas só eu podia tomar uma atitude por mim — disse Simaria, não contendo o choro.

Leia mais
Cantora Simaria, da dupla com Simone, é diagnosticada com tuberculose 
Entenda a doença de Simaria, da dupla sertaneja com Simone
"Fãs são minha Simaria", diz Simone sobre falta de irmã em shows pelo país

Seu último show antes da pausa foi feito à base de sofrimento. A apresentação foi em Londrina, no Paraná, em 9 de abril. Simaria mal conseguia cantar. Saía do palco e ia para o camarim colocar sal na boca, como forma de controlar a pressão que insistia em cair. Depois disso, decidiu procurar ajuda.

— Entendi que aquele era o momento de ir embora e procurar um médico.

A tuberculose já havia afetado a cantora duas vezes, a primeira delas no pulmão. Como não houve manifestação e nem tratamento, o vírus se instalou em um dos gânglios localizados no pescoço. 

— Para mim, está muito claro. Ela se excedeu. Cantou demais, fez show demais, comeu de menos, viajou demais. O sistema não deu conta. E reativou um bacilo que deveria estar quietinho — avaliou o infectologista David Uip.

A cantora reconhece que foi a dedicação exagerada à carreira e a falta de atenção com a saúde que afetaram seu organismo.

— Não quero mais fazer 30 shows num mês — confessou.

A mudança na forma de lidar com o cotidiano inspirou a irmã, Simone, que fez um check-up para avaliar seu estado de saúde. Com a parceira em recuperação, Simone seguiu fazendo shows sozinha — apesar da sensação de vazio com a falta de Simaria. A dupla só volta a se apresentar entre julho e agosto, com número de shows reduzido, garante Simaria.

— Agora é Simaria em primeiro lugar .

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros