Sinais de "amor" obsessivo no relacionamento - Entretenimento

Versão mobile

 

Falando de Sexo27/06/2018 | 19h00Atualizada em 27/06/2018 | 19h09

Sinais de "amor" obsessivo no relacionamento

Sinais de "amor" obsessivo no relacionamento Arte ZH/
Foto: Arte ZH
Andrea Alves e Lucia Pesca

Estou namorando uma guria há oito meses. Só que, de uns tempos para cá, ela está superchata, sempre desconfiada e controla tudo o que eu faço. Fica arrumando confusão, achando que eu não gosto dela. Pergunta se ela é boa de cama, se eu tenho vontade de ter outra guria... 

Eu não faço nada, mas fico assustado com o jeito dela. Quando a gente está junto, ela quer fazer sexo o tempo todo, para que eu não tenha vontade de fazer com outra. Isto me parece uma loucura dela! O que eu faço?

Amigo leitor, pelo jeito, você está com alguém com sinais de “amor” obsessivo. Isto pode ser complicado! 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Atitudes como telefonar repetidamente, longos e-mails e mensagens, visitas fora de hora e sem avisar fazem a vida do casal virar um eterno incômodo. Pode dar até um certo medo do que ela possa fazer a seguir. 

Os sintomas variam, mas ficam em torno de insegurança exagerada, obstinação, pensamentos repetitivos, teimosia, insistência para os outros fazerem o que e como ela quer, se agarrar com unhas e dentes a qualquer oportunidade 

de ficar ligada a você e morrer de medo da separação. A insegurança é desproporcional à realidade. 

Como ajudar
Muitas vezes, a pessoa não controla os pensamentos negativos de que o outro vai se dar conta de que ela não é boa e, assim, vai trocá-la. Ao mesmo tempo, se sente valorizada ao pensar que o outro a ama e precisa muito dela. Estas duas situações causam confusão. 

Sua namorada precisa procurar uma psicoterapia logo. Se você gosta mesmo dela, convença-a disto e, quem sabe, vá junto.

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros