Os 5 jovens galãs que brilham na telinha - Entretenimento

Versão mobile

 

Agora é que são eles21/07/2018 | 09h00Atualizada em 23/07/2018 | 18h16

Os 5 jovens galãs que brilham na telinha

Com apenas 26 anos, eles mostram talento de veteranos

Os 5 jovens galãs que brilham na telinha TV Globo / Divulgação/Divulgação
Foto: TV Globo / Divulgação / Divulgação

Década de 1990. Nas novelas, galãs como Edson Celulari, Maurício Mattar, Tony Ramos e Antonio Fagundes povoavam a imaginação das moçoilas. Nesta época, nasciam aqueles que, hoje em dia, despontam como jovens talentosos, que em pouco tempo carimbaram seus nomes na calçada da fama da teledramaturgia. Chay Suede, Danilo Mesquita, Gabriel Leone, Jesuíta Barbosa e Rodrigo Simas têm em comum, além de seus 26 anos, o fato de serem as promessas de uma geração carismática e talentosa, com fôlego de sobra para mostrar muito mais do que rostinhos lindos e charme incomparável. Com vocês, nosso "TOP 5" de galãs que esbanjam qualidades dentro e fora da telinha:


O brilho do garoto rebelde

Chay Suede
Foto: Paulo Belote / TV Globo/Divulgação

Roobertchay Domingues da Rocha Filho, ou, simplesmente, Chay, começou a carreira cantando, como participante do programa Ídolos (2010), da Record. O reality show musical abriu as portas do estrelato para o então menino de 18 anos, que, meses depois, ingressou no elenco da novelinha Rebelde, na mesma emissora.

A estreia na Globo foi com o pé direito. Na primeira fase de Império (2014), Chay viveu o jovem José Alfredo, papel, que mais tarde, coube a Alexandre Nero. Em poucos capítulos, o menino com ar rebelde e cabelos bagunçados disse a que veio. Tanto que, na novela seguinte, ganhou um papel de destaque, do começo ao fim, em Babilônia (2015). Como Rafael, era o filho adotivo de ninguém menos que Fernanda Montenegro (Teresa) e Nathalia Timberg (Estela).  

império,  Eliane ( Vanessa Giácomo ) e José Alfredo ( Chay Suede )
Foto: Ellen Soares / TV Globo/Divulgação

Faltava o Segundo Sol chegar para fazer brilhar ainda mais uma carreira já repleta de bons trabalhos. Na atual novela das nove, Chay faz do anti-herói Ícaro um tipo que é impossível odiar, apesar da dos inúmeros erros cometidos pelo rapaz. Revoltado, e com razão, ele seguiu por caminhos tortuosos e, por que não dizer, criminosos _ vale lembrar que roubou dinheiro da própria tia, Cacau (Fabiula Nascimento) _ mas tem um coração bom, apesar dos sofrimentos que a vida lhe impôs. 

segundo sol,  Laureta (Adriana Esteves) e ícaro (Chay Suede)
Foto: Mauricio Fidalgo / TV Globo/Divulgação

/// Futuro promissor: é um dos grandes nomes de sua geração, tem um fã-clube apaixonado e grandes obras no currículo. Gabaritou.

/// Falta: Um malvadão, psicopata da pior espécie, talvez seja a cereja do bolo que falta.

/// Vem aí: Depois de Segundo Sol, está escalado para Troia, novela das nove prevista para 2019.


Dedicação baiana

Danilo Mesquita
Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação

O baianinho arretado chegou a tentar carreira como jogador de futebol e modelo, até que foi seduzido pelo teatro e, em seguida, pela televisão. O caminho como ator não foi fácil, mas ele garante que valeu a pena.

— Desde de que comecei a estudar teatro, aos 18 anos, sempre pedi que eu tivesse a oportunidade de viver da minha arte, que é tão difícil no Brasil. Não importa se fosse no teatro, TV ou cinema. Hoje, com 26 anos, estou realizando esse sonho de viver um personagem incrível no horário nobre, além de contar mais sobre meu estado, a Bahia, que eu amo. Fico muito feliz em viver tudo isso, porque faço tudo com muita verdade, amor, entrega e carinho — conta Danilo, por e-mail, a Retratos da Fama.

O primeiro trabalho na Globo foi como Máximo, também conhecido como Primo, na novela I Love Paraisópolis (2015). No ano seguinte, integrou a boy band 4.4, em Rock Story, na pele de Nicolau, um jovem que lutava contra o câncer.

Música e atuação voltam a se misturar na carreira de Danilo em seu papel atual, o Valentim de Segundo Sol. Assim como Beto Falcão (Emilio Dantas), seu pai na novela, o ator também solta a voz de verdade em cena.

Valentim (Danilo Mesquita) consola Luzia (Giovanna Antonelli)
Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação

/// Futuro promissor: já mostrou que manda bem em papéis dramáticos.

/// Falta: um protagonista ou personagem mais central na história, com chances de aparecer e mostrar o que sabe. Para Danilo, o que vale a pena é mostrar sua arte, não importa o tamanho do personagem:

— Eu tenho vontade de contar boas histórias e quero cada vez mais falar sobre personagens interessantes. Me interessa muito falar sobre personagens que estejam inseridos na história do nosso país.

/// Vem aí: na trama das nove, Valentim tem muito a descobrir sobre sua origem.


Intensidade é o nome dele

Gabriel Leone
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação

Não existem personagens tranquilos e sem conflitos na carreira de Gabriel Leone. Desde sua estreia na TV, como o Antonio de Malhação (2015), ele já passou por poucas e boas em nome da arte. Caiu nas "garras" de Angel (Camila Queiroz), em Verdades Secretas (2015), protagonizou conflitos familiares _ e até uma tragédia real, como a foi a morte do ator Domingos Montagner _ em Velho Chico, foi torturado em Os Dias Eram Assim (2017) e esteve no meio do fogo cruzado do sertão em Onde Nascem os Fortes, trama que chegou ao fim na segunda-feira passada.

verdades secretas, Angel ( Camila Queiroz) e Gui ( Gabriel Leone)
Foto: Renato Rocha Miranda / TV Globo/Divulgação

/// Futuro promissor: já mostrou que não é um ator de tipos fáceis. Ao encarar cenas de profundidade e ação, provou que encara o que vier pela frente.

/// Falta: Depois de tantas sequências difíceis, ele merece um mocinho de época ou outro personagem mais simples, para mostrar o lado mais comedido do ator.

/// Vem aí: Gabriel não para e já tem engatilhados alguns papéis de destaque no cinema. Em novembro, estreia o filme Minha Fama de Mau, no qual vive ninguém menos do que Roberto Carlos. Ele se prepara para protagonizar Eduardo e Mônica, longa baseado na música do Legião Urbana, e Hebe — filme que virará série — no papel de Décio, marido da apresentadora.

Hermano ( Gabriel Leone ) e Maria ( Alice Wegmann ).
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação


O príncipe das 23h

Jesuita Barbosa
Foto: TV Globo / Divulgação

Quem não assiste às produções que vão ao ar depois das 23h não deve conhecer o talento de Jesuíta Barbosa. Afinal, em quatro anos de carreira na TV, foram seis produções neste horário. Destaque no filme Serra Pelada, de 2013, o ator alçou logo os primeiros voos na televisão. Em 2014, foram duas aparições: como Fortunato, de Amores Roubados, e na pele do problemático Alain, em O Rebu. O ano seguinte foi intenso para Jesuíta, com produções belíssimas no currículo. Seguiram-se participações marcantes em Ligações Perigosas, Justiça e Nada Será Como Antes.

o rebu, Alain ( Jesuíta Barbosa ) é preso
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação

Mas nada se iguala ao mais recente personagem do pernambucano na telinha. Pode-se dizer que ele viveu dois personagens em um, já que, em Onde Nascem os Fortes, Ramirinho tinha uma vida dupla, e de noite, assumia o papel da estonteante Shakira do Sertão. Jesuíta brilhou na supersérie, impressionou com as performances artísticas e carimbou seu nome na galeria de jovens talentos da atualidade.

Ramirinho (Jesuita Barbosa) , shakira do sertão, onde nascem os fortes
Foto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

/// Futuro promissor: em poucos e marcantes trabalhos, já se consolidou como um dos melhores desta geração. Tem condições de brilhar cada vez mais, não apenas nas superséries e minisséries, mas em outros horários.

/// Falta: sair da zona de conforto que o horário das 23h, de certa forma, oferece. Em horários mais tradicionais, na pele de um mocinho típico ou um vilão cruel, como será que o jovem ator se sairia?

/// Vem aí: o novo desafio será encarar, pela primeira vez, um horário de censura livre. A chance virá com Verão 90 Graus, novela das 19h prevista para o ano que vem, na qual será o vilão da trama.


Genética abençoada

Rodrigo Simas
Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação

Talento e beleza, Rodrigo Simas traz de família. Irmão dos também atores e igualmente promissores Felipe Simas e Bruno Gissoni, é o que vem até agora com uma carreira mais diversificada e com forte apelo junto ao público.

Da estreia, como o Leandro, de Fina Estampa (2011), até o posto atual, de mocinho do horário das seis, há muito o que comemorar para o jovem de 26 anos.

É impossível não lembrar da participação em Malhação (2012), como o romântico Bruno. Ao lado de Fatinha (Juliana Paiva), formou um dos casais mais queridos da história da novelinha. Quem não torceu por "Brutinha", das implicâncias iniciais ao inusitado casamento no final da temporada? A química foi tão certeira que os dois repetiram a parceria no ano seguinte, na novela Além do Horizonte (2013).

malhação, Fatinha ( Juliana Paiva ) e Bruno (Rodrigo Simas)
Foto: TV Globo / Divulgação

No ar em Orgulho e Paixão, como o idealista Ernesto, o ator se destacou assim que começaram os primeiros olhares entre seu personagem e Ema (Agatha Moreira). O par romântico formado pelo italianinho e pela baronesinha agradou em cheio e tem uma torcida fervorosa nas redes sociais.

Ema ( Agatha Moreira ) e  Ernesto ( Rodrigo Simas )
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação

/// Futuro promissor: com forte presença em cena, tem carisma para os mais diversos personagens. Ainda que não seja protagonista, rouba a cena.

/// Falta: já deu mostras suficientes de que está pronto para encarar um papel principal.

/// Vem aí: Orgulho e Paixão fica no ar até setembro. Enquanto isso, Ema e Ernesto devem passar por muitas brigas e reconciliações, até o esperado final feliz.

 Economize nas suas compras com cupons ClicRBS 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros