Amor e paixão: combinação possível? - Entretenimento

Versão mobile

 

Falando de Sexo01/08/2018 | 18h02Atualizada em 01/08/2018 | 18h02

Amor e paixão: combinação possível?

O amor é menos "temido", enquanto a paixão nos invade, é arrebatadora, turbulenta e, muitas vezes, sofrida.

Amor e paixão: combinação possível? Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução
Andrea Alves

Gurias, tenho uma dúvida: nos últimos tempos, o sexo com a minha namorada diminuiu. Porém, acho que isso pode ser normal, pelo fato da transa não ser mais novidade. Não sei se a paixão deu lugar ao amor, mas ela não pode deixar de existir em um relacionamento. Não quero um amor de amiga e uma paixão só para o sexo. Quero os dois juntos, combinados. Isto pode acontecer em um relacionamento? 

Caro leitor, teu relato nos parece muito normal. No começo da relação, existe aquela paixão intensa, quando enxergamos no outro aquilo que desejaríamos que ele fosse, e não o que realmente é. 

Depois de um tempo, esta paixão inicial vai dando espaço para o amor, que é um sentimento mais tranquilo, estável, sereno e controlável. O amor é menos “temido”, enquanto a paixão nos invade, domina nossos pensamentos, é arrebatadora, turbulenta e, muitas vezes, sofrida.

Leia outras colunas

No entanto, é difícil estabelecer que um dos sentimentos tenha mais valor do que o outro, já que cada um possui características muito próprias. 

No amor, acontece uma quebra da fantasia que criamos em relação ao parceiro, que passa, lentamente, a ser visto como ele é, com seus defeitos e virtudes, e o amamos mesmo sabendo que ele não é perfeito ou completo. 

Então, amigo, se ela continua carinhosa, atenciosa, pensando em planos futuros, será que você não está sendo exigente demais, "pesando" o clima, sufocando sua amada e a relação de vocês?


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros