Festival de teatro em Canoas e shows na Casa de Cultura: nove opções de graça no seu fíndi - Entretenimento

Versão mobile

 

Entretenimento de graça31/08/2018 | 11h31Atualizada em 31/08/2018 | 16h07

Festival de teatro em Canoas e shows na Casa de Cultura: nove opções de graça no seu fíndi

Cidade recebe atrações nacionais e internacionais, enquanto Casa do Poeta tem mais uma edição da Casa Expandida

Festival de Teatro movimenta Canoas

Dentro da programação do Festival Internacional de Teatro em Canoas, o fim de semana está repleto de espetáculos de qualidade na cidade, e gratuitos. No sábado, por exemplo, tem o Encontro de Teatro de Caixas, do coletivo Caixa de Pandora, de Porto Alegre. Ainda no sábado, rola a peça Meu Nome é Zé, da Cia Arte e Riso, do Rio Grande do Norte, que relata uma história conhecida de todos os cidadãos dos mais diversos recantos do Brasil, protagonizando discussões de problemas bem atuais. 

meu nome é zé, peça da cia arte e riso.
Meu Nome é Zé é uma das atrações em CanoasFoto: Divulgação / Cia Arte e Riso

No domingo, tem a peça Colcha de Palhaços, da mesma companhia do Norte do país, que tem como enredo uma grande colcha de retalhos costurada por uma trupe de jovens palhaços, de pernas firmes em suas andanças pelas estradas do Brasil. 

Onde: Encontro de Teatro de Caixas é no Calçadão de Canoas, Rua Tiradentes, s/nº, neste sábado (1º), ao meio-dia, mesmo dia de Meu Nome é Zé, que rola no Sesc, Avenida Guilherme Schell, 5.340, às 20h. Colcha de Palhaços está em exibição no Parque Getúlio Vargas, Rua Dona Rafaela, 700, neste domingo (dois), às 15h

Art & Beer Rock no shopping

Em dois dias de muito rock, o Art & Beer Festival movimenta Canoas. No sábado, rolam shows de nomes como Samuka Chanel (11h), Paradise Sessions (17h30min) e Rafael Malenotti e as Velhas da Chalaça (20h30min). No domingo, fechando o evento, Cachorro Grande (18h30min), além de outros nomes locais. 

Cachorro Grande
Cachorro Grande, no domingo, fechando o festivalFoto: Divulgação / Art & Beer

Onde: ParkShopping Canoas, Avenida Farroupilha, 4.545, em Canoas
Quando: neste sábado (1º) e domingo (dois), a partir das 11h

Casa Expandida tem nativismo e samba

Em mais uma edição do ótimo projeto Casa Expandida, que tem a proposta de abrir a Casa do Poeta nos sábados à noite, o público pode conferir dois grandes nomes de gêneros distintos da música gaúcha. Para começar (21h), tem Ernesto Fagundes e seu bombo leguero, apresentando clássicos da música nativista como Origens e Canto Alegretense. 

Ernesto Fagundes
Ernesto e seu bombo, na Casa de CulturaFoto: Eduardo Rocha / Divulgação

Depois (22h), rola show de Glau Barros, com canções próprias e sambas clássicos. 

Onde: Travessa dos Cataventos, Casa de Cultura Mario Quintana, Andradas, 736
Quando: neste sábado, a partir das 18h

Ecarta recebe Fernando Corona Trio

Na programação do Ecarta Musical, tem show de Fernando Corona Trio. No show, Fernando Coronha, Nico Bueno e Mano Gomes apresentam releituras de artistas tão diferentes como Roberto Carlos, Lupicínio Rodrigues (1914 - 1974 ) e Villa-Lobos (1887 - 1959). 

Onde: Fundação Ecarta, João Pessoa, 943
Quando: neste sábado, às 18h 

Uma tarde portuguesa, com certeza

Na Cidade Baixa, rola mais uma apresentação do grupo Alma Lusitana. Criado em 2005, o grupo faz uma mescla de fados portugueses com MPB, tocando clássicos como Casa Portuguesa e Coimbra. 

Fado na cidade baixa, show do grupo Alma Lusitana
Alma Lusitana, na Cidade BaixaFoto: Divulgação / Alma Lusitana

Onde: Rua Olavo Bilac, na frente do número 198, na Cidade Baixa
Quando: neste domingo (dois), a partir das 16h30min. 

Conto clássico integra Mostra de Artes Cênicas 

Dentro da programação da IV Mostra de Artes Cênicas e Música da Câmara de Vereadores da Capital, a atração do sábado é a peça Chapeuzinho Vermelho. No espetáculo, o público pode conferir uma releitura do conto clássico, criada a partir de um texto de um dos mais relevantes dramaturgos franceses da atualidade: Joël Pommera. A peça mostra a percepção da criança frente ao seu cotidiano na contemporaneidade: uma mãe sem tempo, um pai ausente, uma avó doente e solitária, os perigos de sair na rua, o tédio dentro de casa e a vontade de brincar. 

Divulgação do espetáculo Chapeuzinho Vermelho, de Camila Bauer. Na foto, Laura Hickmann (Chapeuzinho) e Henrique Gonçalves (lobo).
Conto clássico na Câmara dos VereadoresFoto: Adriana Marchiori / Divulgação

Onde: Teatro Glênio Peres da Câmara Municipal de Porto Alegre, Loureiro da Silva, 255, — Quando: neste sábado (1º), às 15h. Entrada franca, com retirada de ingressos trinta minutos antes do começo, no local




 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros