Michele Vaz Pradella: "A magia do horário das seis" - Entretenimento

Versão mobile

 

Noveleiros22/09/2018 | 10h00Atualizada em 22/09/2018 | 10h00

Michele Vaz Pradella: "A magia do horário das seis"

Boas tramas têm dominado o horário

Michele Vaz Pradella: "A magia do horário das seis" Raquel Cunha/TV Globo/Divulgação
Foto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

Novela das seis deixou de ser sinônimo de tramas "bobinhas" e açucaradas. O clima de romance ainda reina no horário, mas as últimas tramas têm abordado temas profundos, dignos de horário nobre. Com a sutileza que os finais de tarde exigem, a abordagem é certeira e atinge públicos de todas as idades.

Em Orgulho e Paixão, novela que chega ao fim na segunda-feira, temas como feminismo, violência contra a mulher e homossexualidade foram lindamente retratados. Até um beijo gay foi exibido, o primeiro da história das novelas das seis.

Na trama anterior, Tempo de Amar, a gaúcha Vitória Strada brilhou como a mocinha decidida Maria Vitória. Tanto que, na próxima terça-feira, ela volta ao ar com outra protagonista, a Cris de Espelho da Vida.

Lista de sucessos

novo mundo, Leopoldina ( Letícia Colin )
Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Podemos lembrar ainda das aulas de História do Brasil em Novo Mundo, da comédia com ares de filosofia em Êta Mundo Bom!, dos assuntos polêmicos de Sete Vidas, enfim, um sucesso atrás do outro. Vale a pena chegar em casa um pouco mais cedo pra conferir histórias deliciosas e cada vez mais inovadoras.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros