Pabllo Vittar chora no "Altas Horas" ao lembrar de bullying sofrido na infância - Entretenimento

Versão mobile

 

"Eu não tinha a quem recorrer"03/09/2018 | 07h38

Pabllo Vittar chora no "Altas Horas" ao lembrar de bullying sofrido na infância

Cantora contou que foi agredida no primeiro dia de aula na quinta série

Pabllo Vittar chora no "Altas Horas" ao lembrar de bullying sofrido na infância Reprodução/Reprodução
"Os professores e a diretora não faziam nada", recorda Pabllo Foto: Reprodução / Reprodução
GaúchaZH
GaúchaZH

A cantora Pabllo Vittar chorou no programa Altas Horas deste sábado (1) ao falar da importância da mãe na infância. Durante o programa, a cantora se emocionou ao revelar o bullying e as agressões sofridas em seu primeiro dia de aula em uma escola nova, na quinta série, aos 10 anos de idade. 

Leia mais
Vamos falar sobre bullying?
A metamorfose da adolescência
"Ninguém está nem aí, ninguém fala nada", diz mãe de adolescente morta dentro de escola

– No primeiro dia, me bateram e foi horroroso porque eu não tinha a quem recorrer. Eu tinha as minhas irmãs que estudavam comigo. Os professores e a diretora não faziam nada. Eu lembro de ter chegado em casa falando para minha mãe que não queria ir mais para a escola. Minha mãe falou: 'você vai sim, sua vida inteira vai ser desse jeito, se você se esconder vai ser pior' – declarou, às lágrimas.

A cantora destacou o empenho da sua mãe, Verônica Rodrigues, responsável pela criação de Pabllo e das duas irmãs, no interior do Pará, que sempre a aceitou e a amou. Durante o programa, Pabllo apresentou a sua nova música, Problema Seu.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros