Saiba quais são os cuidados que você precisa ter na sua primeira vez - Entretenimento

Versão mobile

 

Falando Sexo27/09/2018 | 20h00Atualizada em 27/09/2018 | 20h00

Saiba quais são os cuidados que você precisa ter na sua primeira vez

Por mais que muitos afirmem que perder a virgindade é a coisa mais fácil do mundo, não é tão simples assim. Porém, também não precisa se assustar, pois a primeira transa não é nenhum bicho de sete cabeças.

Saiba quais são os cuidados que você precisa ter na sua primeira vez Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução

Gostaria de saber o que eu devo e o que eu não devo fazer para dar prazer na primeira vez. Que cuidados devemos ter para sofrer menos frustração? 

Amigo, por mais que muitos afirmem que perder a virgindade é a coisa mais fácil do mundo, não é tão simples assim. Porém, também não precisa se assustar, pois a primeira transa não é nenhum bicho de sete cabeças.

Comece sem pressa. Para evitar a ejaculação precoce ou ter prazer sem proporcionar prazer, dê início à relação sexual com calma. 

Sabemos que falar é fácil. Mas não tem outro jeito de começar bem a não ser ficando o mais relaxado possível e não se afobando, como se fosse tirar o pai da forca. 

Aos poucos

Por mais que esteja morrendo de vontade, capriche nas preliminares! Além dos beijos na boca, beije outras partes do corpo do seu par e passe a língua nelas.

Não se acanhe ao fazer sexo oral. Isto ajudará na lubrificação natural. 

Tente descobrir as zonas erógenas do seu amor. Em geral, gemidos e contorções no corpo indicam isto, mas não custa perguntar se ela quer que você continue. 

Antes da penetração, coloque a camisinha! Caso ainda esteja nervoso, mesmo tendo treinado, peça ajuda. 

E comece, então, com movimentos mais lentos. Vá aumentando a intensidade com o passar do tempo, sempre atento às reações do seu amor, que pode querer que você faça em uma velocidade diferente ou em outra posição. 

Caso você ejacule antes de ela alcançar o orgasmo, faça um esforço para continuar excitando o seu par. Durante o ato sexual, o prazer feminino nem sempre depende da penetração.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros