Conheça o gaúcho que terá uma canção gravada pelo ex-vocalista do Balacobaco - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Estrelas da Periferia11/12/2018 | 07h00Atualizada em 11/12/2018 | 07h00

Conheça o gaúcho que terá uma canção gravada pelo ex-vocalista do Balacobaco

Gabrielzinho começou a postar vídeos de suas músicas no Instagram. Uma delas chamou atenção de Braga, ex-integrante do grupo carioca. 

 Depois de tocar em bandas marciais, na escola, e de fundar outros grupos na "garagem de casa, que não saíram da garagem", conforme o seu próprio relato, Gabriel Vidaleti Rodrigues, 21 anos, morador do bairro Cohab, em Gravataí, decidiu usar a tecnologia a seu favor para começar a divulgar o seu som. No seu perfil no Instagram, ele passou a postar vídeos de composições autorais suas. 

 GRAVATAÍ, RS, BRASIL, 07-12-2018.Estrelas da Periferia com o pagodeiro Gabrielzinho em Gravataí. (ISADORA NEUMANN/AGÊNCIA RBS)Indexador: ISADORA NEUMANN
Gabrielzinho deve lançar canal no YouTube nos próximos mesesFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Dali em diante, para chamar a atenção de grupos de pagode de Porto Alegre e da região, foi um passo.

— O pessoal foi me incentivando a postar mais. Começou a conhecer o meu trabalho por ali — comemora Gabrielzinho. 

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia

Voo solo 

No início deste ano, integrantes do grupo Fashion Week (ex-Pagode Fashion Week) gostaram tanto do trabalho do rapaz e que o chamaram para integrar a banda. Passados uns meses de uma "experiência boa", como ele avalia, Gabrielzinho decidiu seguir carreira solo, mesmo com pouco tempo de estrada. Mas calcado, principalmente, na sua experiência de compositor, que começou na pré-adolescência.

Com a força das redes sociais, as composições do gaúcho chamaram a atenção de produtores e artistas. Foram gravadas por grupos gaúchos e até por um carioca. 

Conheça o músico da Bom Jesus que teve a parceria de Tonho Crocco em seu disco de estreia

Primeiro, a banda Pata de Urso gravou Apesar dos Pesares. Depois, foi a vez de Temperô com a faixa Não Brinque Assim. Um dos grandes momentos da sua curta carreira foi quando o carioca Braga, ex-vocalista do Balacobaco, demonstrou interesse em uma canção sua, Cheiro de Cerveja, que será gravada nos próximos meses.

— Acredito que isto aconteceu porque eu sou um compositor de música em geral, trabalho olhando para o mercado, definiria o meu som como um pagode pop — afirma Gabrielzinho.

Apostando no formato voz e violão e no pagode pop, suas apresentações começam a figurar em eventos fortes do calendário de Porto Alegre. Na última edição da tradicional Feijoada com Samba, no começo deste mês, ele fez uma participação com o grupo Samba Tri. 

— Meu planejamento para os próximos meses é criar um canal bacana no YouTube, para fazer os lançamentos das minhas canções. E focar no meu projeto voz e violão, um som urbano, pagode pop. Essa é a minha marca — avisa.  

Guto Paulista, do Samba Tri, curtiu o som da nossa estrela de hoje.

— O Gabriel vem despontando como uma promessa da nova geração de artistas do cenário gaúcho. Tem talento, canta e toca violão num estilo Gustavo Lins. É bom 

de letra e melodia. Suas canções estão chamando a atenção de artistas nacionais, inclusive _ destacou.

Aqui, o espaço é todo seu

— Para falar com Gabriel, ligue para 9842-86479.

— Se quiser participar da seção, mande um histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas, vídeos e um telefone para jose.barros@diariogaucho.com.br.



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros