Oprah apaga vídeo de entrevista com João de Deus após denúncias de abuso sexual - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Médium sob suspeita12/12/2018 | 08h40

Oprah apaga vídeo de entrevista com João de Deus após denúncias de abuso sexual

Apresentadora vistou o médium em 2012, na cidade de Abadiânia, em Goiás. Mais de 70 mulheres já procuraram a polícia desde que o caso veio à tona, na última sexta-feira (7)

Oprah apaga vídeo de entrevista com João de Deus após denúncias de abuso sexual Divulgação/Divulgação
Oprah entrevistou João de Deus em 2012 Foto: Divulgação / Divulgação
GaúchaZH
GaúchaZH

Após o programa Conversa com Bial, exibido na última sexta-feira (7), exibir relatos de mulheres sobre abusos por parte de João Teixeira de Faria, 76 anos, o João de Deus, mais de 70 pessoas apresentaram queixas similares contra o médium. A repercussão do caso levou a apresentadora norte-americana Oprah Winfrey a apagar de seu site e canal do Youtube a entrevista realizada com ele em 2012, na cidade de Abadiânia, em Goiás.

Leia mais
Em um dia, 40 pessoas denunciam abusos de médium João de Deus
Gaúchas relatam ter sofrido abusos durante atendimentos de João de Deus
Promotor do RS explica como vítimas podem denunciar supostos casos de abuso provocados por João de Deus

Em entrevista à Universa, a ativista social internacional Sabrina Bittencourt declarou que o sucesso internacional de João de Deus estava fortemente ligado à visita de Oprah:

— O João de Deus só se transformou nesse mito por causa da Oprah. Antes da chegada dela no Brasil, ele não tinha um esquema tão organizado de guias turísticos que trazia grupos de estrangeiros a Abadiânia. A partir da Oprah, outras celebridades começaram a conhecer o João de Deus.

A apresentadora, que não fez declarações oficiais sobre o caso, é uma grande defensora dos direitos das mulheres nos Estados Unidos. Nos últimos anos, ela esteve envolvida na fundação do movimento #TimesUp, iniciativa que oferece apoio legal e social a vítimas de assédio, criada em 2017, a partir das denúncias de assédio sexual contra o famoso produtor de Hollywood Harvey Weinstein

Sabrina Bittencourt também publicou um vídeo em seu Facebook pedindo para que Oprah se posicione publicamente sobre o caso. "Estamos esperando por sua voz", declara na publicação. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros