"BBB 19": após abertura de inquérito, Globo se posiciona sobre acusações de racismo no reality - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Denúncias12/02/2019 | 08h34

"BBB 19": após abertura de inquérito, Globo se posiciona sobre acusações de racismo no reality

"Qualquer manifestação pessoal, equivocada ou não, feita pelos participantes do programa, não reflete o posicionamento da emissora", declarou empresa em nota

"BBB 19": após abertura de inquérito, Globo se posiciona sobre acusações de racismo no reality Reprodução/Globo
Maycon afirmou ter sentido um arrepio e sugeriu ter ouvido orientações espirituais para não seguir o exemplo de Rodrigo e Gabriela Foto: Reprodução / Globo
GaúchaZH
GaúchaZH

Após a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), do Rio de Janeiro, informar a instauração de inquérito para apurar as manifestações de participantes do Big Brother Brasil apontadas como racistas e intolerantes, a Globo se posicionou sobre o caso em nota oficial à imprensa. A emissora declara repudiar qualquer tipo de preconceito.

"Não fomos notificados, mas é importante pontuar que a Globo respeita a diversidade, a liberdade de expressão e repudia com veemência qualquer tipo de intolerância e preconceito, em todas as suas formas. Desde 2016 a emissora mantém no ar a campanha Tudo começa pelo Respeito, em parceria com UNESCO, UNICEF, UNAIDS e ONU MULHERES, que atua na mobilização da sociedade para o fortalecimento de uma cultura que não apenas tolere, mas respeite e discuta amplamente os direitos de públicos vulneráveis à discriminação e ao preconceito. Desta forma, é importante reiterar que qualquer manifestação pessoal, equivocada ou não, feita pelos participantes do programa, não reflete o posicionamento da emissora", diz o comunicado.

Falas de Paula e Maycon foram questionadas pelo público. Na semana passada, a bacharel em direito fez demonstrações de intolerância religiosa ao comentar crenças do participante Rodrigo, que é negro e demonstra afinidade com religiões de matriz africana.  

— Eu tenho muito medo do Rodrigo. Ele mexe com esses trecos aí. (...) Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum. Eu tenho medo disso. Nosso Deus é maior — falou a participante.

A manifestação da mineira provocou uma série de críticas nas redes sociais, que já estavam atentas às opiniões da sister por conta de suas declarações consideradas racistas

No domingo (10), as críticas ao reality aumentaram depois que Maycon manifestou o mesmo receio de Paula em relação às crenças dos participantes em religiões de matriz africana. Ao ver Gabriela e Rodrigo dançando juntos, Maycon falou que sentiu um arrepio e sugeriu ter ouvido orientações espirituais para não seguir o exemplo:

— Começaram a tocar umas músicas esquisitas. Olhei para os dois e eles estavam em um sincronismo legal. Achei legal, juro por Deus, mas aí, de repente, comecei a olhar e comecei a escutar uns negócios: "Não faça igual a eles". 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros