Depois de ser "escolhido pela música", rapper do bairro Azenha quer se firmar na carreira - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Estrelas da Periferia26/02/2019 | 09h46Atualizada em 26/02/2019 | 09h46

Depois de ser "escolhido pela música", rapper do bairro Azenha quer se firmar na carreira

D'moreno se encontrou com a música ainda na infância e agora, busca um lugar na cena hip hop

Depois de ser "escolhido pela música", rapper do bairro Azenha quer se firmar na carreira Carlos Macedo/Agencia RBS
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

— Eu costumo dizer que não é você que escolhe o rap, o rap é que te escolhe.

A frase de Diego de Lima da Silva, o D'moreno, 32 anos, resume bem a relação do rapper do bairro Azenha com a música. Aos dez anos, ele começou a participar do coral Meninos Cantores do Pão dos Pobres, onde aprendeu a ler partituras e tocar teclado. Foi quando teve início uma história que dura até hoje.

— Comecei fazendo free style (subgênero do rap que se caracteriza por letras improvisadas sobre determinado assunto). Ao longo do aprendizado, comecei a compor minhas próprias letras.

Do reggae de raiz ao hip hop, D'moreno destaca suas principais referências na música:

— Comecei ouvindo Bob Marley , N.W.A., Tupac, RZO, Racionais, mas ao longo dos anos, minhas influências foram Sabotage, Emicida e Jay-Z.

D'moreno começou a gravar o EP de estreia, Homens Livres, no final do ano passado, com apoio da gravadora Noturno Records, responsável pelos artistas do mob (movimento que une vários rappers) Alcateia, do qual ele faz parte. Agora, a batalha é encontrar patrocínio e local para o lançamento do primeiro trabalho.

Sem limites

Por enquanto, ele não consegue viver só de música. Até emplacar na carreira, se divide entre a divulgação de seu som e o trabalho com manutenção de piscinas. 

Depois de ser "escolhido pelo rap", como ele mesmo diz, D'moreno sonha em se firmar na carreira.

— Meu grande sonho e viver de música, espero ter uma carreira de sucesso. O sonho não tem limites, por isso, estou trabalhando duro para alcançar os objetivos.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 22/02/2019 -  Estrelas da Periferia com o rapper Dmoreno.  (FOTOGRAFO: CARLOS MACEDO / AGENCIA RBS)
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Pitaco de Quem Entende

Rafa, do Rafuagi, curtiu o som:

— O rapper D'moreno é um exemplo de como a cultura Hip Hop auxilia jovens a expressarem seus sentimentos através da música. Seu single, Minha Preta, tem uma boa letra de história de vida. Vale investir em produções de instrumental próprio.

Aqui, o espaço é todo seu

— Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para  michele.pradella@diariogaucho.com.br.

— Para falar com D'Moreno, ligue para 99470-0100.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros