Som autoral e união do gênero: conheça a banda Contra Termo - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Estrelas da Periferia23/04/2019 | 07h00Atualizada em 23/04/2019 | 07h00

Som autoral e união do gênero: conheça a banda Contra Termo

Banda de Canoas prega a convergência entre os músicos, sem clima de rivalidade, para que o rock concorra com gêneros como sertanejo e funk.

Surgida em 2015, a banda Contra Termo, com integrantes dos bairros Niterói e Mathias Velho, em Canoas, é formada por grandes apreciadores do rock feito no Brasil. Mesmo bebendo na fonte de grupos como Fresno e Gloria, os roqueiros entendem a música e a arte como "movimentos globais".

 CANOAS - RS - BRASIL, 17.04.2019. Estrelas da periferia com a banda Contra Termo.  (FOTO ANDRÉA GRAIZ/AGÊNCIA RBS)Indexador: Andrea Graiz
Contra Termo surgiu em 2015Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Por isso, para fundar a Contra Termo, também se inspiraram em nomes gringos, como Queens of the Stone Age, Royal Blood e O’Brother, como explica Axel York, vocalista do grupo:

— Nossa proposta sempre foi fazer um som bem autoral, influenciado por diversas vertentes, nacionais e internacionais. Cada um teu seu próprio gosto, mas eles acabam convergindo para uma proposta semelhante, que é o som que fazemos na Contra Termo.

Desafios

Em um cenário repleto de artistas sertanejos e funkeiros, dois dos gêneros mais fortes do momento, os músicos, quando fundaram a Contra Termo, decidiram ouvir o coração e investir no rock, o som preferido de todos. Porém, sempre souberam dos obstáculos que viriam pela frente.

— O maior desafio, hoje, é entender que existe uma conjuntura social e política que é mais propícia para o bom momento de um gênero ou de outro. As décadas de 70 e 80, por exemplo, pelos mesmos motivos, foram mais propícias para o estouro de muitas bandas de rock — afirma César Marques, guitarrista, tecladista e backing vocal do grupo, que acredita em uma demanda maior do público por sertanejo e funk. 

Visualizar esta foto no Instagram.

•06/04/19•

Uma publicação compartilhada por Contra Termo (@contratermo) em

União

Ligados no sucesso que os gêneros citados acima fazem, os gaúchos pregam a união das bandas de rock, para que todas cresçam juntas e não se enxerguem como concorrentes. 

— A gente respeita muito o cenário sertanejo. As bandas de rock têm que começar a bater palmas para os sertanejos. Se for olhar, eles estão sempre se apoiando. O artista que já está há mais tempo na mídia ajuda os que estão começando. As bandas daqui poderiam se ajudar mais — avalia César, para completar em seguida:

— Acredito que esse seja um desafio que a gente tenha atualmente. Não é um clima de competição. Quando um ajuda o outro,a gente cresce junto. 

Além de apoio a outras bandas, o trabalho autoral é uma das apostas para que o grupo fique conhecido fora do Rio Grande do Sul. Em 2018, a Contra Termo lançou o seu primeiro clipe, da faixa Laços.

— Para 2019, estamos trabalhando no lançamento de mais três canções. Depois, lançaremos nosso primeiro álbum, o primeiro passo de qualquer banda — finaliza Axel.

Ainda integram a Contra Termo Matheus Bartz (baixista) e Lucas Lopez (baterista e backing vocal).

Pitaco de Quem Entende 

Rafael Malenotti, vocalista do Acústicos & Valvulados, fala sobre o trabalho da banda:

— A Contra Termo nos mostra como está fazendo falta, atualmente, uma banda com a "santíssima trindade" roqueira: o trio guitarra/baixo/bateria. Eles têm uma produção caprichada com uma canção que fala sobre algo que ocorre na vida de todo mundo, os relacionamentos conturbados. Laços tem uma boa pegada e é um bom cartão de visita para quem vai conhecer o grupo agora.

Aqui, o espaço é todo seu

— Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

— Para falar com a banda, ligue para 98604-3750.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros