Guri de Uruguaiana se rende ao meme do momento e lança sua versão: "Chimas e Shallow Now" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Só se fala noutra coisa25/05/2019 | 11h00Atualizada em 25/05/2019 | 11h00

Guri de Uruguaiana se rende ao meme do momento e lança sua versão: "Chimas e Shallow Now"

Guri de Uruguaiana se rende ao meme do momento e lança sua versão: "Chimas e Shallow Now" Artebiz/Divulgação
A bendita música tem versões para todos os gostos Foto: Artebiz / Divulgação

Chê! Desde a semana passada, um novo meme está bombando nas redes sociais. É a frase “juntos e shallow now”, que aparece na versão brasileira da música Shallow, cantada por Lady Gaga e Bradley Cooper no filme Nasce uma Estrela (2018). Só se fala noutra coisa!

A versão nacional, cantada por Paula Fernandes em parceria com Luan Santana, chamou a atenção dos internautas por misturar português e inglês de uma forma inusitada. Parece que se esqueceram de traduzir uma parte da música! 

A letra interpretada pela sertaneja rendeu tanta polêmica que eu também decidi lançar a minha. 

A música Chimas e Shallow Now estreia nesta quarta-feira, no meu canal do YouTube   (youtube.com/jairkobe)! Fica ligado, chê! 

Pitaco do Guri

guri de uruguaiana, diário gaúcho de sábado e domingo, 25 e 26 de maio de 2019
Na primeira vez, fiquei meio perdido...Foto: Artebiz / Divulgação

Buenas, chê! Neste final de semana, farei shows no Exterior! Mais precisamente, no Estado de Goiás, no Brasil. Que barbaridade! 

Mas o que eu mais gosto nessas viagens são dos hotéis! Bah! Fico me achando a picanha do rodízio! Lembro bem da primeira vez em que me hospedei em um hotel.

Cheguei à recepção, e o rapaz perguntou:

— O senhor quer fazer o check-in?

— Barbaridade! Mal cheguei, e já querem que eu faça um chequinho! 

Desfeito o mal-entendido, o rapaz me deu um cartão de plástico e desejou uma boa estada. Meio atordoado, subi para o quarto. Cheguei na porta e percebi que não tinham me dado a chave. Procurei na porta e não achei nem a fechadura!

Nessa hora, passou uma camareira e me falou que a porta abria com o cartão. Que tecnologia! Entrei no quarto, uma escuridão. Não teve jeito de conseguir ligar a luz. Passei a noite no escuro e pensei:

— Depois, dizem que hotel é coisa chique. Nem a conta de luz foi paga! Que chinelagem! 

Quanta confusão!

No outro dia, na hora de sair, o rapaz me perguntou se eu tinha consumido alguma coisa do frigobar. Eu respondi:

— Claro que não! Não sou trouxa, chê! Já me alertaram que essas coisas de frigobar de hotel custam o olho da cara!  Passei longe! Só comi aquele chocolatinho branco que deixaram de cortesia no banheiro. Mas me arrependi! Era ruim uma barbaridade! 

— Senhor, aquilo era um sabonete — alertou o moço. 

Que falta de opção! 

Causos da Fronteira

Dois gaudérios estão na rua e avistam um aglomerado de gente. 

— Tchê! Como é que a gente vai ver o que aconteceu?

O outro responde:

— Vem comigo, tive uma ideia!

E lá foram os dois gritando:

— Com licença! Somos parentes da vítima! 

Chegando lá, eles viram que era um jumento atropelado.


TIRINHA

Foto: Artebiz / Divulgação


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros