Saiba qual é a grande paixão do comunicador João Carlos Albani - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Segredos de Bastidor21/05/2019 | 11h22Atualizada em 21/05/2019 | 11h22

Saiba qual é a grande paixão do comunicador João Carlos Albani

Ele é uma das estrelas da Farroupilha (680 AM) e da 92 (92.1 FM)

Saiba qual é a grande paixão do comunicador João Carlos Albani Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
No dia 11, no Rio de Janeiro, Albani estava a postos NO UFC 237 Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Foto: Reprodução / Reprodução

Eles nos acompanham todos os dias, seja pelo jornal, pela TV ou pelo rádio. Mas guardam histórias que a gente nem imagina! A partir de hoje, a seção Segredos de Bastidor vai trazer alguns dos comunicadores mais queridos do público gaúcho e detalhes inusitados de suas vidas fora dos estúdios ou das redações.  Para começar com o pé direito, João Carlos Albani, 58 anos, apresentador dos programas de rádio Viva a Tarde Farroupilha, Fim de Tarde Farroupilha e Clube dos Namorados, na Farroupilha (680 AM), e Insônia 92 e Manhã Mais 92, na 92 (92.1 FM), confessa uma das suas grandes paixões. 

Tentou lutar

Há quase 17 anos, é um admirador de MMA (Mixed Martial Arts), sigla que significa Artes Marciais Mistas. A modalidade de luta possibilita ao praticante utilizar qualquer golpe, de qualquer arte marcial, como boxe, jiu-jítsu, caratê, judô e muay thai, entre outras. Albani é tão fã que já se arriscou nos golpes e, durante três anos, praticou muay thai. Só parou por falta de tempo:

– Acho muito legal toda a preparação para esse esporte de contato e de força. Também é muito bacana todo o respeito entre os atletas.

O gosto pela história do universo relacionado a esse tema encanta o comunicador desde a sua adolescência. 

Vai sem medo

Albani conta que ainda guarda com carinho uma relíquia das mais preciosas:

– Quando eu era mais jovem, o meu ídolo era o Bruce Lee (1940 – 1973). Tenho toda a coleção de filmes dele, o precursor de tudo isso que está aí hoje.

Mesmo na correria do dia a dia pelas ondas do rádio, há 33 anos na profissão, o porto-alegrense se esforça para estar presente em eventos do gênero. E ficar bem pertinho de ídolos do UFC (Ultimate Fighting Championship é uma organização que produz torneios de MMA ao redor do mundo) como José Aldo e Anderson Silva.

– Sempre vou aos eventos no Rio de Janeiro, em Curitiba, em São Paulo... Procuro comprar sempre o melhor lugar para ver os golpes e fazer uma análise – conta o fã que não se intimidou nem com o preço salgado de R$ 1.350 que pagou para ficar na terceira fileira do octógono. 

Foi no UFC 237 a que foi, no dia 11 de maio, no Rio.

– Quando tiver outro, vou de novo! – avisa Albani.

– 1973). Tenho toda a coleção de filmes dele, o precursor de tudo isso que está aí hoje.

Mesmo na correria do dia a dia pelas ondas do rádio, há 33 anos na profissão, o porto-alegrense se esforça para estar presente em eventos do gênero. E ficar bem pertinho de ídolos do UFC (Ultimate Fighting Championship é uma organização que produz torneios de MMA ao redor do mundo) como José Aldo e Anderson Silva.

– Sempre vou aos eventos no Rio de Janeiro, em Curitiba, em São Paulo... Procuro comprar sempre o melhor lugar para ver os golpes e fazer uma análise – conta o fã que não se intimidou nem com o preço salgado de R$ 1.350 que pagou para ficar na terceira fileira do octógono. 

Foi no UFC 237 a que foi, no dia 11 de maio, no Rio.

– Quando tiver outro, vou de novo! – avisa Albani.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros