Michele Vaz Pradella: "A química perfeita de Maria da Paz e Régis" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Noveleiros29/06/2019 | 10h00Atualizada em 29/06/2019 | 10h00

Michele Vaz Pradella: "A química perfeita de Maria da Paz e Régis"

Amadeu (Marcos Palmeira) que se cuide, a concorrência pelo coração da boleira é forte

Michele Vaz Pradella: "A química perfeita de Maria da Paz e Régis" João Miguel Júnior/TV Globo/Divulgação
Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Já escrevi muito aqui sobre "a tal da química" dos casais de novelas. Não existe fórmula: ou o par romântico dá liga, ou desanda. E, muitas vezes, não é o protagonista que combina mais com a mocinha da história.

É o que ocorre em A Dona do Pedaço. Maria da Paz (Juliana Paes) viveu uma história de amor complicada com Amadeu (Marcos Palmeira), teve uma filha dele, Josiane (Agatha Moreira), mas o romance foi interrompido bruscamente pela guerra entre as famílias. Seria justo se todo mundo torcesse para que os dois fiquem juntos e felizes para sempre, certo? Seria, se a concorrência não estivesse acirrada.

Adorável pilantra

Régis ( Reynaldo Gianecchini ) beija Maria da Paz ( Juliana Paes ) , a dona do pedaço
Foto: Cesar Alves / TV Globo/Divulgação

Se depender da torcida do público, quem ganhará o coração de Maria, no final da história, será Régis (Reynaldo Gianecchini). Sim, ele foi apresentado como vilão: se aliou à filha má da boleira e vive às custas do cunhado. Mas lembram da química? Pois é, isso tem de sobra quando Maria da Paz e Régis se encontram. A história do pilantra que se redime por amor à mocinha é bem mais interessante do que a do amor proibido, pelo menos, neste caso. E, gente, como é que o povo não vai torcer pelo Gianecchini?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros