Além do rádio, conheça a outra paixão de Martin TJ - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Segredos de Bastidor31/07/2019 | 07h00Atualizada em 31/07/2019 | 07h00

Além do rádio, conheça a outra paixão de Martin TJ

Comunicador da rádio 92 tem um verdadeiro templo aos vinhos, em sua casa, em Porto Alegre

Os mais de 8 mil seguidores de Martin TJ, em seu perfil no Instagram, já sacaram que ele curte um bom vinho. Porém, o que quase ninguém sabe é que a casa do comunicador é, praticamente, um templo dedicado à bebida com dezenas de garrafas, decorações e livros espalhados por todo o apartamento, localizado no bairro Passo D'Areia, na zona norte de Porto Alegre. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 24/07/2019 - Fotos com o comunicador Martin TJ, da rádio 92, que é colecionador e apreciador de vinhos, para a seção Segredos de Bastidor, do DG. (FOTO: ROBINSON ESTRÁSULAS/AGÊNCIA RBS)
Martin, em um dos locais de casa que mais gosta: perto dos vinhosFoto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS

E não é exagero afirmar isso já que algumas das garrafas mais preciosas estão guardadas no... seu quarto! Sim, você não leu errado: o radialista, que apresenta os programas Pagoderia 92 e Discorama na 92 (92.1 FM), tem um armário, ao lado de sua cama, no qual guarda os rótulos que não são para o consumo "do dia a dia".

— Esses são os melhores. Aqueles que guardo para momentos especiais — revela Martin, 47 anos, ao lado da esposa, Milene, 44.

Ambiente temático

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 24/07/2019 - Fotos com o comunicador Martin TJ, da rádio 92, que é colecionador e apreciador de vinhos, para a seção Segredos de Bastidor, do DG. (FOTO: ROBINSON ESTRÁSULAS/AGÊNCIA RBS)
Logo na chegada, as boas-vindas são temáticasFoto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS

No apartamento em que o casal mora, com os filhos Artur, 13, e Isadora, sete, a paixão pela bebida tomou conta do ambiente. 

A começar, literalmente, pela entrada da casa. O tapete de boas-vindas é temático, já entregando que ali reside um apaixonado por vinho. Na cozinha, Martin mantém uma adega, sempre abastecida. Na sala, um armário só para taças, além de um quadro, usado para guardar as rolhas retiradas de cada garrafa tomada - um dos apetrechos mais populares entre apreciadores da bebida. Embaixo da televisão, livros sobre o assunto. No corredor que dá acesso aos quartos, outro quadro é usado para guardar rolhas. 

A paixão do comunicador pelos vinhos teve início há, pelo menos, 10 anos.

— Comecei a tomar por insistência do meu sogro (Sergio Wainberg), que sempre dizia: "Toma uma taça na refeição". Comprei uma garrafa aqui, outra ali... — relembra o também coordenador de produto e programação da 92.

Leia mais
Guerrinha relembra sua trajetória profissional e revela: "Me assustava fazer rádio"
Conheça uma das paixões do apresentador Josmar Leite fora dos estúdios
"Consigo desligar do mundo lá fora", diz Kelly Matos, sobre a prática de bungee

É a pedida até no churras

Cerca de três anos depois da iniciação ao hábito, em uma viagem para Jaguarão, na fronteira com o Uruguai, o radialista conta que se empolgou com os exemplares que lá encontrou. 

E comprou vários.

— Comecei adquirindo uns de R$ 20, R$ 30. Depois, passei para os de R$ 60. E, se tu vai evoluindo, vai vendo que sempre tem diferença (entre os vinhos de diferentes faixas de preço) — explica Martin, que procura manter cerca de 40 garrafas em sua casa.

Até o momento, o auge de sua paixão pelo vinho, como ele mesmo define, foi em 2016, em sua primeira ida ao Vale dos Vinhedos, região que concentra diversas vinícolas, no encontro dos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, na Serra. Ali, começou a visitar os empreendimentos menores da região, que têm atendimento personalizado dos próprios donos, muitas vezes. E passou a estudar mais a bebida.

— Gosto de experimentar vinhos novos, assisto a documentários sobre o assunto, filmes, leio livros. Inclusive, um amigo, sabendo do meu gosto, mandou fazer uma garrafa com o meu nome — comenta Martin.

Ver essa foto no Instagram

#tbt no porão de casa. Com @milenewg ❤️

Uma publicação compartilhada por Martin Tj (@martintjrs) em

Cerveja não entra

O amor é tanto que até quando o apresentador da 92 reúne os amigos para um churrasco, o vinho é o eleito. Seguidamente, ele  convida os parceiros de emissora Rodrigo Adams e João Carlos Albani, para um assado regado a... 

— Aqui, cerveja não entra. Só tenho para temperar a comida (risos). E eles sabem: se vêm para o churrasco, tragam vinho, nada de cerveja (risos).

O próximo passo para aumentar o seu conhecimento, é fazer cursos e participar de um dos momentos mais especiais de todo o processo de elaboração da bebida: a vindima (período da colheita da uva), evento pago que é oferecido por algumas vinícolas da Serra e que ficou popular entre turistas nos últimos anos:

— É para ser mais do que um hobby. É a minha segunda paixão, depois do rádio.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros