Anitta rebate boatos sobre reconciliação com Pabllo Vittar: "Fake news" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

70 mil dólares07/07/2019 | 13h57

Anitta rebate boatos sobre reconciliação com Pabllo Vittar: "Fake news"

Cantora vai participar da cerimônia de encerramento da Copa América, no próximo domingo, no Maracanã

Anitta rebate boatos sobre reconciliação com Pabllo Vittar: "Fake news" Reprodução / Instagram/Instagram
Anitta e Pabllo Vittar estariam brigadas desde a parceria em "Sua Cara" Foto: Reprodução / Instagram / Instagram
GaúchaZH e Folhapress

Após os boatos de recociliação entre Anitta, 26 anos, e Pabllo Vittar, 24, ganharem a internet, a funkeira fez questão de negar que as duas fizeram as pazes ou que estão ensaiando uma nova parceria. Nesta sexta-feira (5), em entrevista sobre sua participação na cerimônia de encerramento da Copa América, no Maracanã, ela foi sucinta sobre o assunto:

— Fake news, boato — declarou Anitta.

Os fãs começaram a especular sobre o tema nos últimos dias, após Anitta publicar uma foto dela com um visual de brilho e a legenda Shine. No mesmo dia, Pabllo também divulgou uma imagem sua com uma roupa cheia de brilho e a legenda Shine like me ("Brilhe como eu").

Até então, as publicações poderiam ser uma coincidência ou até uma alfinetada. No entanto, o produtor musical Gage tuitou, em 27 de junho, "Shine Anitta & Pabllo Vittar", mencionando os perfis das duas. 

A sequência fez as especulações crescerem, e os fãs das duas artistas acreditaram que a rivalidade poderia ter acabado. Pabllo chegou a gritar: "Anitta, I love you" (em português, "Anitta, eu te amo") durante sua apresentação na parada LGBT+ de Nova York, em 29 de junho, enquanto cantava a música de parceria com a carioca. 


 70 mil dólares

A polêmica entre as duas teve início em 2017, após a divulgação de um áudio de Anitta falando sobre os gastos do clipe de Sua Cara, uma parceria das duas cantoras com Major Lazer. Na gravação, a funkeira rebate supostos comentários nos quais Pabllo teria a chamado de "pão dura":

— Pão dura ia ser se eu pegasse e falasse assim: "Não, eu não vou pagar clipe nenhum, faz de qualquer jeito". Agora, o clipe (era) caro pra cacete, 70 mil dólares. 70 mil dólares, amor! Sou pão-dura? Para ficar pagando jato para a galera ir com a bunda no sol? Não preciso, meu filho! Sou de Honório Gurgel, meu filho. Passei muito perrengue na minha vida.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros