Conheça a banda de Canoas que teve músicas baseadas em clássico de Dante Alighieri - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Estrelas da Periferia20/08/2019 | 07h00Atualizada em 20/08/2019 | 07h00

Conheça a banda de Canoas que teve músicas baseadas em clássico de Dante Alighieri

Roqueiros dos bairros Mathias Velho, Niterói e Centro apostam na mescla e em discos temáticos para se diferenciarem no mercado.

Na estrada há três anos, a Colobos aposta em um rock independente e em uma pegada mais moderna para se diferenciar dos grupos do gênero já existentes no mercado. Conforme o vocalista Douglas Pereira, mesclar elementos eletrônicos com os do rock tem sido a estratégia deles:

 CANOAS, RS, BRASIL, 15/08/2019: Banda Colobos para o Estrelas da PeriferiaIndexador: ISADORA NEUMANN
Colobos mistura rock com música eletrônicaFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

— A nossa ideia é que as pessoas não só curtam nossa música, mas sintam-se com vontade de fazer parte disso, seja dançando ou pulando, como ocorre nos nossos shows. 

Na sua formação, estão integrantes dos bairros Mathias Velho, Niterói e Centro, em Canoas. Desde que o antigo baixista deixou a banda, os músicos passaram a usar mais elementos eletrônicos.

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia

Música e reflexão

E, caso a música peça trechos de baixo,  a tecnologia vira a maior aliada.

— O nosso "baixista", agora, é um iPad, um companheiro essencial (risos) — diz o baterista Anderson Dias.

No dia 17 deste mês, a banda lançou o segundo EP, batizado de Purificado, espécie de sequência conceitual do primeiro, IX Círculos, que teve todas as músicas baseadas no clássico livro A Divina Comédia, de Dante Alighieri (1265 - 1321). Duas das faixas tratam de temas delicados e pesados, mas que devem ser encarados de frente: depressão e suicídio.

— Na faixa Leviatã, falamos sobre como um depressivo com tendências suicidas se sente. Em Edênia, dizemos que nem tudo está perdido, devolvendo a esperança. Tá tudo ruim, mas vai melhorar — afirma Douglas. 

O próximo disco já está sendo pensado. E será batizado de Celestial. 

— IX Círculos seria uma referência ao primeiro ato de A Divina Comédia, o inferno, os nove círculos do inferno. Já o segundo fala do segundo ato, o purgatório. Por isso, se chama Purificado. E, como o terceiro se chamará Celestial, fecha uma trilogia, do inferno ao paraíso— explica Douglas. 

O primeiro show da nova turnê ocorrerá em Sapucaia do Sul, no evento Trilha Hub - o Grito da Independência, no dia 8 de setembro.

— Até o final do ano, teremos novos shows na agenda. E, quando vier o disco Celestial, queremos trazer uma vibe mais positiva para a galera. Mais paraíso, chega de inferno e purgatório (risos) — declara o guitarrista Guilherme Bonato:

— Queremos trazer good vibes (boas vibrações, em inglês) para o nosso público daqui pra frente. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros