Juliana Paes e Agatha Moreira: embate entre grandes talentos é o maior trunfo de "A Dona do Pedaço" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Noveleiros21/08/2019 | 15h13Atualizada em 21/08/2019 | 15h20

Juliana Paes e Agatha Moreira: embate entre grandes talentos é o maior trunfo de "A Dona do Pedaço"

Depois do flagra, reencontro de Maria da Paz e Josiane foi o ponto alto da trama

Juliana Paes e Agatha Moreira: embate entre grandes talentos é o maior trunfo de "A Dona do Pedaço" Paulo Belote / TV Globo/TV Globo
Foto: Paulo Belote / TV Globo / TV Globo

Ao contrário do que muitos esperavam, o flagra de Maria da Paz (Juliana Paes) não foi o grande momento da semana em A Dona do Pedaço. Sem desmerecer a cena que foi ao ar na última segunda-feira, que foi ótima, a sequência mais impactante ficou mesmo para o dia seguinte. Afinal, mesmo que o flagrante, o tiro e a prisão da protagonista tenham sido bombásticos, nada preparou o público para o embate de Maria com sua pérfida filha, Josiane (Agatha Moreira).

Apesar de tudo estar na cara da empresária, até então ela ainda guardava uma pontinha de esperança a respeito do caráter da filha, que julgava ter sido "seduzida" por Régis (Reynaldo Gianecchini). Em visitas na prisão, Amadeu (Marcos Palmeira), Théo (Rainer Cadete) e Evelina (Nivea Maria) tentaram abrir os olhos de Maria da Paz. Mas ela seguia repetindo o mantra "eu preciso conversar com a Josiane".

Foto: Paulo Belote / TV Globo

Pedido feito, pedido aceito. Foi a própria Jô quem colocou a última pá de cal na esperança da "mãezinha". 

— Eu não quero que você me perdoe. Foi tudo um plano desde o começo — disparou a vilã, sem dó.

E não parou por aí. Em uma atuação impecável de Agatha Moreira, Josiane soltou o verbo e contou todos os planos, desde o dia em que conheceu Régis, até os roubos das joias e da estátua, crimes que Maria da Paz havia atribuído a Rock (Caio Castro). Diante do último apelo da mãe, Jô resumiu em uma palavra seu desprezo:

— Ridícula.

Foto: Paulo Belote / TV Globo

Para completar, a megerinha expulsou mãe e avó da mansão. Derrotada, Maria pediu abrigo a Marlene (Suely Franco).

Ainda restava a Maria da Paz a motivação de trabalhar para recuperar tudo o que perdeu. Mas  também durou pouco, já que ela deu de cara com a filhota e mais uma puxada de tapete:

— A fábrica agora é minha — decretou Jô.

Foto: João Miguel Júnior / TV Globo

Juliana Paes chorou como nunca nas sequências, passou com realismo a dor de uma mãe que descobre ter criado um monstro. Walcyr Carrasco acertou em cheio ao colocar na boca da protagonista frases que explicaram sua tão criticada "burrice" com relação à filha. Maria deixou bem claro que, no fundo, sempre soube que Josiane não prestava, mas como todas as mães, deixou o amor cegá-la. Verdadeiro e bem construído, o drama da personagem emocionou o público. 

Foto: Paulo Belote / TV Globo


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros