Vocalista do Samba e Amor, terceira gaúcha no "The Voice" aposta na música brasileira - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Em busca do sonho09/08/2019 | 12h53

Vocalista do Samba e Amor, terceira gaúcha no "The Voice" aposta na música brasileira

Maria Luiza, 25 anos, faz parte do time de Ivete Sangalo

Vocalista do Samba e Amor, terceira gaúcha no "The Voice" aposta na música brasileira Reprodução/Globo
Maria Luiza encantou Ivete Sangalo, que girou a cadeira e garantiu a permanência da jovem no programa Foto: Reprodução / Globo
GaúchaZH
GaúchaZH

Aprovada na quarta noite de audições às cegas do The Voice Brasil nesta quinta-feira (8), a porto-alegrense Maria Luiza Fontoura, 25 anos, é a terceira gaúcha a passar para a próxima etapa do programa. A jovem cantora apostou na música Tristeza Pé no Chão, do sambista Armando Fernandes "Mamão", popular na voz de Clara Nunes, e encantou Ivete Sangalo, que girou a cadeira e garantiu a permanência de Maria Luiza no programa.

Leia mais
Samba, amor e música: os caminhos de Maria Luiza Fontoura
Duo Samba e Amor lança o primeiro disco e planeja mudar-se para o Rio

Com um carinho especial pelo samba e pela MPB, Maria Luiza começou a carreira musical há seis anos e, desde então, vive apenas da música. Para ela, sua banda, a Samba e Amor, é como uma empresa, na qual é responsável por, além de cantar, cuidar do contato com o público nas redes sociais e da identidade visual do material de divulgação. 

Formada em Publicidade e Propaganda, Maria Luiza agora estuda Música na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde aprende mais sobre o universo pelo qual é apaixonada. A jovem se diz fiel à música brasileira, e que, por este motivo, seguirá apostando nela nas próximas etapas.

— Canto MPB porque inclui diversos outros ritmos musicais, como o forró e o xote, por exemplo. A próxima música que vou apresentar também faz parte do repertório da minha banda — afirma ela, que tem Elis Regina como uma de suas influências musicais.

A Samba e Amor lançou neste ano seu primeiro disco, Amar é Meu Destino, gravado em 2018 no Rio de Janeiro, momento que a jovem descreve como um dos mais emocionantes de sua carreira. Entre eles também estão a apresentação no Planeta Atlântida, em 2017, e no festival Rio na Rua, realizado pela Itaipava no Rio de Janeiro.

Sobre a aprovação no programa, Maria Luiza descreve os sentimentos como um misto de felicidade e alívio por conquistar algo que tanto desejou:

— Fiquei muito tensa em todos os momentos, porque era algo que eu queria muito. Me senti muito agradecida, com uma sensação de missão cumprida.

Comoção e centenas de mensagens

A noite de quinta-feira, como era de se esperar, foi agitada na casa da jovem. A comoção dos familiares que estavam reunidos para assistir ao programa proporcionou um momento de grande felicidade para a cantora. 

Leia mais
Segunda gaúcha selecionada no "The Voice Brasil" é fã de Shakira e participou da versão infantil do programa
Selecionada no "The Voice", gaúcha também participou de filme sobre o Queen

— Minha avó estava comigo no dia da apresentação e apareceu bastante na filmagem, ficou uma graça. Ficamos comemorando, eu por ela, ela por mim. A família ficou honrada. Foi como se o tempo tivesse parado, e aqueles dois minutos pareceram 10 — relembra.

Agora, o celular de Maria Luiza não para de tocar. Desde que o programa foi exibido na TV, ela já recebeu centenas de mensagens a parabenizando por representar tão bem o Rio Grande do Sul e o samba.

— Estou muito feliz, ainda não recebi nenhuma mensagem negativa, todos estão me desejando muita sorte, enviando mensagens de amor e carinho — comemora.

A relação com a jurada Ivete Sangalo começou com o pé direito. Maria Luiza afirma que a cantora chegou até mesmo a convidá-la para fazer uma participação em um de seus shows. 

— Fizemos um ensaio com todo o time dela, foi incrível. É aquele clichê do "parece um sonho", mas não tem outra maneira de descrever. Ela até me convidou para participar de um show. Vou entrar em contato assim que possível para marcar isso — garante entre risos.

Maria Luiza segue na disputa ao lado de outras duas gaúchas, Paula Araújo, de Passo Fundo, e  Steici Lauser, de Sapiranga.

— Independentemente do que acontecer agora, estou muito feliz, vou aproveitar cada momento daqui pra frente — finaliza.

Ainda não é assinante? Assine GaúchaZH e tenha acesso ilimitado ao site, aplicativos e jornal digital. Conteúdo de qualidade na palma da sua mão.  

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros