Ator justifica casamento gay sem beijo no filme "Minha Mãe é uma Peça 3" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Polêmica13/09/2019 | 09h32

Ator justifica casamento gay sem beijo no filme "Minha Mãe é uma Peça 3"

Decisão tomada por Paulo Gustavo gerou onda de críticas nas redes sociais

Ator justifica casamento gay sem beijo no filme "Minha Mãe é uma Peça 3" Reprodução/Instagram
Juliano (E) e Thiago (D) na cena do casamento junto com Marcelina, interpretada por Mariana Xavier Foto: Reprodução / Instagram
GaúchaZH
GaúchaZH

Um dos momentos mais esperados do filme Minha Mãe é uma Peça 3 será o casamento entre Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro). A cena só vai ser vista nos cinemas a partir de 26 de dezembro, mas já está causando polêmica por conta da ausência do beijo entre os dois homens ao final da cerimônia. 

A decisão foi tomada por Paulo Gustavo, criador e estrela da sequência de filmes, que também viraram peças de teatro e, futuramente, serão transformados em série de TV. O nome do humorista entrou para os Trending Topics do Twitter nesta quinta-feira (12) enquanto diversos usuários da rede social criticam a escolha dele.

 Ao portal UOL, o ator que interpreta um dos cônjuges explicou o motivo da cena não ter o tradicional beijo.

— O Paulo optou por não ter o beijo. Entendi depois. Antes cheguei e questionei: "Por que não vai ter?". Ele falou: "Olha, a gente está fazendo um filme popular. A gente sabe que o Brasil tem questões (relacionadas ao beijo gay) ainda, infelizmente. O Juliano já vai se casar". Ele não sentiu a necessidade de colocar o beijo e expor publicamente — declarou Rodrigo Pandolfo.

O ator também disse que concordou com a decisão de Paulo Gustavo, mas lamenta que o preconceito das pessoas ainda tenha influência no roteiro do longa.

—  Eu entendo, de certa forma. O filme é a maior bilheteria da história do cinema brasileiro. Se você coloca o beijo acontecendo, em uma sociedade que, infelizmente, ainda se assusta, talvez seja agressivo. 

Pandolfo ainda reforçou o pensamento do criador dos filmes.

— O Paulo usou uma expressão que é: "A gente não precisa esfregar nenhuma opinião pessoal na cara do público. A gente já está mostrando um casamento gay. Mais do que isso não precisa" — contou.

Confira algumas reações negativas nas redes sociais sobre a decisão:


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros