Em programa de Fátima Bernardes, pais de Ágatha Félix recebem apoio e relatam medo - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Rio de Janeiro25/09/2019 | 11h12

Em programa de Fátima Bernardes, pais de Ágatha Félix recebem apoio e relatam medo

Criança foi atingida com um tiro de fuzil dentro de uma kombi, ao voltar para casa, no Complexo do Alemão

Em programa de Fátima Bernardes, pais de Ágatha Félix recebem apoio e relatam medo Reprodução/Globo
Vanessa Sales Félix abraça Fátima durante o "Encontro" desta terça-feira (24) Foto: Reprodução / Globo
GaúchaZH
GaúchaZH

Os pais da menina Ágatha Félix, morta no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, na última sexta-feira (20), falaram pela primeira vez após perderem a filha no programa Encontro com Fátima Bernardes desta terça-feira (24).

Visivelmente emocionados e, por vezes, com dificuldades ao falar, Vanessa Sales Félix e Adegilson Lima contaram detalhes sobre o dia em que a menina, de apenas oito anos, foi atingida com um tiro de fuzil dentro de uma kombi, ao voltar para casa. 

Segundo Vanessa, não havia nenhum confronto acontecendo no momento em que a filha foi baleada. Testemunhas afirmam que o tiro partiu da polícia.

— Do nada e sem acontecer nada. Eu só ouvi um "bum" — disse.

Fátima, Vanessa e Adegilson no "Encontro"Foto: Reprodução / Globo

— A gente se abaixou para poder sair porque ficamos muito assustados. Eu já não conseguia puxar ela porque ela já não conseguia se movimentar. Eu disse: "Calma, filha, mamãe tá aqui". Aí eu percebi que ela levou um tiro — relatou, emocionada, a mãe.

Segundo os pais da menina, a insegurança e o medo já estavam presentes na vida da família. Vanessa lembrou que Ágatha já havia ficado sem aulas e sem poder praticar balé e xadrez por conta dos tiroteios na comunidade.

— O que eu mais temia, o que a gente mais se escondia para não acontecer, aconteceu. A gente se escondia no box do banheiro. Tiveram duas vezes que a gente foi para o box, eu peguei o edredom e o travesseiro. Nessas duas vezes, a gente deitou no box e um helicóptero sobrevoando e aquele "trá, trá, trá". Fiquei com ela e o meu marido, dormimos no banheiro, tomamos café dentro do banheiro — lembrou a mãe.

Durante os relatos, Fátima se emocionou e chegou a chorar em alguns momentos. Nas redes sociais, a entrevista com os pais da menina repercutiu de forma positiva e negativa. O nome da apresentadora ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter no início da tarde desta terça.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros