Michele Vaz Pradella: A volta de um clássico: o que esperar de "Éramos Seis"? - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Noveleiros28/09/2019 | 10h00Atualizada em 28/09/2019 | 10h00

Michele Vaz Pradella: A volta de um clássico: o que esperar de "Éramos Seis"?

A nova versão da história estreia nesta segunda, com Gloria Pires e grande elenco

Michele Vaz Pradella: A volta de um clássico: o que esperar de "Éramos Seis"? Raquel Cunha/TV Globo/Divulgação
Foto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

Novela nova, mas com uma pitada de nostalgia. Éramos Seis não é novidade na teledramaturgia, afinal, será a quinta versão da obra clássica de Maria José Duprê, livro lançado em 1943. Ainda que várias gerações conheçam essa história, as expectativas para a nova adaptação são altas. Até porque, a julgar pelo elenco, com nomes como Gloria Pires, Antonio Calloni e Susana Vieira, vem aí um "novelão".

A adaptação anterior da história, exibida pelo SBT em 1994, pode estar viva na memória de muita gente. Para os nostálgicos, a grata surpresa será a participação de Othon Bastos, o Júlio dos anos 1990, no início da nova versão, que estreia nesta segunda-feira.

Encontro de Lolas

éramos seis, fantástico, Irene Ravache, Nicette Bruno e Gloria Pires, na casa da Lola
Foto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

Um momento especialíssimo irá ao ar no Fantástico deste domingo. Gloria Pires, atual intérprete de Lola, se encontra com Irene Ravache e Nicette Bruno, que viveram a mesma personagem nas versões de 1994 e 1977 (na TV Tupi). Quem se lembra um pouco da matriarca da família Lemos sabe a força desta personagem. Irene Ravache ficou eternizada por sua interpretação, mas Gloria tem tudo para estar à altura de uma das figuras mais emblemáticas da teledramaturgia brasileira. Com sentimento de novidade ou de nostalgia, vale a pena acompanhar Éramos Seis a partir do dia 30. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros