"The Voice Brasil": gaúcha é chamada de "dádiva" por Lulu e passa para a próxima fase - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Rodada de Fogo13/09/2019 | 09h29

"The Voice Brasil": gaúcha é chamada de "dádiva" por Lulu e passa para a próxima fase

Paula Araújo se apresentou com "Always Remember us this Way", de Lady Gaga 

"The Voice Brasil": gaúcha é chamada de "dádiva" por Lulu e passa para a próxima fase Reprodução / Globo/Globo
A cantora de Passo Fundo foi elogiada por Lulu Santos após a apresentação Foto: Reprodução / Globo / Globo

O Rio Grande do Sul segue na disputa pelo título do The Voice Brasil. Na noite desta quinta-feira (12), Paula Araújo se apresentou com Always Remember us this Way, de Lady Gaga, e venceu a Rodada de Fogo, terceira etapa do reality musical. A cantora de Passo Fundo foi elogiada por Lulu Santos e encarou a carioca Pâmella Lopes.

A decisão do técnico foi difícil. A oponente cantou Don't Wanna Fight, sucesso do Alabama Shakes, que também testou a capacidade da candidata de trazer emoção para a performance. Antes de anunciar sua escolha, Lulu tentou recorrer a Teló, Ivete e até a plateia.

— Vamos gente, podem gritar mais, porque está bem difícil de decidir — sugeriu Lulu, sendo respondido por gritos a favor das duas cantoras.


Como foi a terceira Rodada de Fogo


Abrindo a quinta-feira, Ivete Sangalo colocou Luiz Celestino cantando o hit País Tropical, de Jorge Ben Jor, contra William Kessley, que trouxe Atrasadinha, de Felipe Araújo. Sem um grande discurso, a baiana manteve Kessley no reality. Depois, foi a vez de Teló trazer três vozes para o palco: Bruna de Paula, com Juízo Final (de Nelson Cavaquinho); Mobi Colombo, com Amor de Índio (Beto Guedes); e Samuel Marques, com Retalhos de Cetim (Benito di Paula). O sertanejo fez drama e decidiu pela permanência de Mobi e Bruna.

IZA foi a terceira técnica a trazer suas pupilas ao palco. Larissa Marinonio ousou com Malemolência, de Céu, enquanto Luana Berti fez uma versão acústica de Vai Malandra, de Anitta. A segunda candidata foi votada pela cantora pop para continuar na disputa - ela, inclusive, liderou os Trending Topics do Twitter enquanto esteve no programa.


A hora de Paula


O público, então, pode ver um pouco dos ensaios de Paula Araújo e Pâmella Lopes, treinadas por Lulu

— É uma música que me emociona muito, só não quero que ela me desestabilize — comentou Paula, nos bastidores. 

Já no palco, Pâmella Lopes se apresentou com o hit do Alabama Shakes e, após vários elogios, Paula performou a canção de Gaga que integra a trilha do filme vencedor do Oscar Nasce uma Estrela. Os técnicos não economizaram os elogios.

— Não queria estar na sua pele não. Paula, você soube aproveitar a emoção dessa canção, que é sensacional, por todo mundo estar ligado no filme. A música toca muito a gente, e você aproveitou isso. Seu timbre é bonito, sai do grave e tem que respirar, controlar a emoção. Quando você rasgou o falsete, depois, foi perfeito. Foi muito bonito — elogiou Teló.

— Quando fica diante de um embate desses, acho que as pessoas estão percebendo que é difícil, todo mundo já entendeu que vocês são muito talentosas. Já é compreendido que é algo que alimenta isso: a atenção do público dá um conforto para nós na hora de votar ou dar uma opinião. Vocês são maravilhosas — pontuou Ivete.

— A plateia quer dizer alguma coisa? (gritos para as duas) Eu não quero decidir, mas eu preciso... Que coisa difícil — começou Lulu. — Meninas, vocês me fizeram muito feliz e muito desgraçado (risos). Eu estou incapaz de decidir baseado no talento. Pâmella, você me espanta com o controle "bobinho" do que faz, sua modernidade, sua capacidade de inventar. Mesmo tendo conversado sobre ser menos arriscada no palco, menos improvisada... Tudo o que você tentou, acabou nos meus pés como uma gata. Empolgou a todos. 

Após uma respirada profunda, Lulu seguiu para os comentários sobre a gaúcha:

— Paula, você é uma figura de cena. Você tem essa coisa, esse domínio, de projetar o que está cantando, como uma dádiva e, ao mesmo tempo, sem se incomodar. Você age dessa forma. (respira fundo) Queria pedir para a plateia gritar o máximo que puder...

Os presentes, na sequência, se dividiram entre gritos a favor das duas candidatas, sem maioria para nenhuma das duas.

— Pâmella, eu te amo, trabalho como você, se tiver oportunidade de trabalharmos juntos,  vou ganhar uma bela apresentação, mas Paula Araújo atravessou tudo (palmas)! As duas me esgotaram as capacidades de julgar, os talentos estão equilibrados (...). Se a competição não é seu caminho, tudo bem, mas a sua carreira pela minha escolha está garantida. Eu tenho que privilegiar a questão de que ela [Paula] atravessou uma emoção mais intensa a todos nós. 

— Eu sou tua fã. Você falou que nasci para isso e eu acreditei. Eu espero poder mostrar um pouquinho mais de mim para todos, obrigada — agradeceu Paula, em meio a lágrimas, no palco. 

Para fechar as performances da noite, Teló ainda colocou Maria Kamila, cantando Tenho Sede, de Dominguinhos, para duelar contra Tatila Krau, com Pride (In the Name of Love), do U2  —  a última passou de fase.

O The Voice Brasil continua na próxima terça-feira (17), logo após A Dona do Pedaço, na RBS TV, com a parte final da Rodada de Fogo.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros