Vera Fischer critica Xuxa por  ter tirado filme erótico de circulação - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Polêmica29/09/2019 | 15h16

Vera Fischer critica Xuxa por  ter tirado filme erótico de circulação

Em "Amor Estranho Amor", lançado em 1982, a personagem da Rainha dos Baixinhos tem relações sexuais com um garoto de 12 anos

Vera Fischer critica Xuxa por  ter tirado filme erótico de circulação Levi Mori / Divulgação 26º Festival de Cinema de Vitória/Divulgação 26º Festival de Cinema de Vitória
Atriz foi homenageada no Espírito Santo Foto: Levi Mori / Divulgação 26º Festival de Cinema de Vitória / Divulgação 26º Festival de Cinema de Vitória
GaúchaZH
GaúchaZH

Após 37 anos do lançamento de Amor Estranho Amor, Vera Fischer criticou Xuxa por ter retirado o filme erótico de circulação dos cinemas e videolocadoras.

Prestes a completar 68 anos, a atriz foi homenageada durante o 26º Festival de Cinema de Vitória, no Espírito Santo, no qual recebeu o Troféu Vitória por sua contribuição à cultura brasileira. Ao atender a imprensa, relembrou a época de Amor Estranho Amor e falou sobre a censura imposta por Xuxa no filme.

  —  Nunca aprovei essa atitude da Xuxa. Walter Hugo Khouri fez um filme lindo sobre a descoberta da sexualidade. A memória desse diretor único, que sabia filmar a sensualidade como ninguém, precisa ser preservada – disse a atriz.

No filme, Xuxa aparece nua. Sua personagem tem relações sexuais com um garoto de 12 anos e, por isso, acionou a Justiça para tirar de circulação a obra. Na época, recolheu todas as fitas de VHS nas locadoras e impediu a exibição do filme nas TVs. O embargo durou até o final de 2018.

 — Eu fiquei muito chateada porque queria que o Brasil visse meu trabalho nesse filme  — lamenta Vera.

Apesar do descontentamento, a atriz esclareceu que nunca pensou entrar na Justiça contra a Rainha dos Baixinhos: 

 — Não cabia a mim entrar porque não era a produtora do filme.

Polêmicas à parte, Vera aproveitou o evento para divulgar seu novo trabalho nos cinemas. O longa-metragem Quase Alguém,  de Daniel Ghivelder, que estreia em 2020.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros