A importância da educação sexual - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Falando de Sexo10/10/2019 | 17h50Atualizada em 10/10/2019 | 17h50

A importância da educação sexual

Ela é a porta de entrada para uma vida íntima feliz

Andrea Alves e Lucia Pesca

 Como e quando é possível falar sobre sexualidade com as crianças? 

falando de sexo, novo card.
Foto: Reprodução / Reprodução

A educação sexual é a porta de entrada para uma vida íntima feliz. O melhor momento para falar sobre o tema com as crianças é quando elas tiverem alguma dúvida. Deve ser explicado só o que querem saber. Não precisa sair dando aula sobre sexo.
A linguagem deve ser a mais acessível possível e livre de preconceitos. A participação dos pais nesse processo é importante porque, hoje, crianças e adolescentes podem pesquisar suas dúvidas na internet. Por isso, de modo geral, as crianças deparam mais cedo com o tema da sexualidade. Porém, o problema não é buscar a informação, e, sim, encontrar dados errados e inadequados para cada fase de desenvolvimento do ser humano.

Leia outras colunas

Idade adequada

A educação sexual deve começar antes dos 10 anos. Somente com informação correta, sem tabus nem julgamentos, é possível reduzir os altos números de sexo sem proteção e da gravidez na adolescência.É fundamental ensinar o que é amor, afeto e privacidade, assim como identificar o que é abuso. As crianças precisam reconhecer, respeitar e defender o próprio corpo e o corpo do outro.

Por meio da educação sexual, é possível orientar  a criança a não deixar alguém tirar sua roupa, tocar em seu corpo e em sua região íntima. Também é preciso dizer que, caso essas situações ocorram, ela nunca deve escondê-las, mas, sim, comunicar aos pais. Informação é fundamental para que a criança possa se proteger, pois saberá diferenciar carinho e afeto de abuso e de violência. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros