Camila Pitanga vence processo contra Playboy por uso de fotos sem autorização - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Na justiça07/11/2019 | 08h44Atualizada em 07/11/2019 | 08h44

Camila Pitanga vence processo contra Playboy por uso de fotos sem autorização

Atriz processou o Grupo Abril em 2012 por reproduzir na revista imagens de um filme em que ela aparece nua

Camila Pitanga vence processo contra Playboy por uso de fotos sem autorização Tavinho Costa / Divulgação/Divulgação
Camila Pitanga venceu processo por uso indevido de imagens Foto: Tavinho Costa / Divulgação / Divulgação

A atriz Camila Pitanga venceu o processo que moveu contra o Grupo Abril pelo uso de fotos suas sem autorização na revista Playboy, em dezembro de 2012. As imagens foram retiradas de cenas de nudez do filme Eu Receberia As Piores Notícias Dos Seus Lindos Lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca. A atriz pediu uma indenização de R$ 300 mil.

O processo durou quase sete anos e teve um desfecho na terça-feira (5), no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os ministros foram unânimes ao negarem recurso que tentava anular a decisão de primeira instância, na Justiça do Rio de Janeiro, que condenou a Editora Abril a indenizar Camila. Segundo o STJ, não cabe mais recurso. 

A Justiça entendeu que a atriz da Globo teve suas imagens usadas sem autorização, sendo exposta de forma excessiva com o veículo se beneficiando delas.

"Estamos muito felizes e comemorando a decisão do STJ, porque foi uma vitória. Só ficamos tristes com a demora do sistema judicial brasileiro na definição do caso, mas infelizmente isso é um praxe", disse o advogado Ricardo Brajterman ao Notícias da TV, do UOL.

A Playboy deixou de ser vendida nas bancas em abril do ano passado, quando já era comandada pela PBB Editora Ltda, que  assumiu a publicação da revista no Brasil em 2015, após a Abril desistir de mantê-la em seu catálogo

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros