Samuel Rosa anuncia fim do Skank após 30 anos de estrada - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

"Saideira"04/11/2019 | 11h59

Samuel Rosa anuncia fim do Skank após 30 anos de estrada

Cantor disse que banda fará turnê de despedida em 2020

Samuel Rosa anuncia fim do Skank após 30 anos de estrada Weber Pádua/divulgação
Samuel Rosa, Henrique Portugal, Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti, do grupo Skank Foto: Weber Pádua / divulgação
GaúchaZH
GaúchaZH

O vocalista Samuel Rosa anunciou o fim da banda Skank. "É uma parada sem previsão de volta", afirmou o cantor em entrevista publicada pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, neste domingo (3). Segundo Rosa, o grupo ainda vai rodar o Brasil em 2020 com a turnê 30 Anos, que será sua "turnê de despedida". O artista deve seguir em carreira solo e já tem um lançamento previsto para 2021. 

Rosa revelou que a decisão de separar a banda partiu dele mesmo. Uma nota enviada pelo grupo reforçou que a separação foi em clima amistoso. Disse que já fez de tudo com o grupo ao longo de 30 anos e que agora a "melhor forma de surpreender as pessoas é fora do Skank", completando que o grupo "já não oferece mais riscos" e "é muito cômodo". 

Apesar disso, o cantor afirmou que ainda tem a pretensão de voltar a tocar com o Skank no futuro, mas em um projeto pontual. Lembrou ainda que já quis separar o grupo em outras oportunidades, mas sempre aparecia um convite para lhe fazer mudar de ideia. 

Questionado se recomendava o mesmo a outras bandas longevas, Capital Inicial e Jota Quest, Rosa confirmou que recomendaria o voo solitário a Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial, e o Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest. Para ele, as bandas já têm "jogo ganho". 

O Skank foi formado na década de 1990, em Belo Horizonte (MG). Além de Rosa (guitarra e voz), tem na formação Henrique Portugal (teclados), Lelo Zaneti (baixo) e Haroldo Ferretti (bateria). 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros