Criticado por declaração sobre cotas raciais, Thiago Martins se defende: "Sou contra o sistema" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Polêmica19/01/2020 | 14h26

Criticado por declaração sobre cotas raciais, Thiago Martins se defende: "Sou contra o sistema"

Ator da novela das nove se pronunciou nas redes sociais após sua entrevista ao canal "Na Real com Bruno De Simone" repercutir negativamente

Criticado por declaração sobre cotas raciais, Thiago Martins se defende: "Sou contra o sistema" João Cotta/TV Globo/Divulgação
Thiago Martins está no elenco de "Amor de Mãe", no papel de Ryan Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação
GaúchaZH
GaúchaZH

O ator Thiago Martins, que interpreta Ryan em Amor de Mãe, levantou polêmica nas redes sociais ao falar sobre cotas raciais. Em entrevista ao canal  "Na Real com Bruno De Simone", o artista foi incitado a falar do preconceito na sociedade e, com isso, disse que não concorda com as cotas.

Na tarde desta sexta-feira (17), horas depois da conversa repercutir negativamente nas redes sociais, Martins publicou uma série de tuítes defendendo que é "contra o sistema, e não contra as cotas". "Sou cria da Favela do Vidigal, tenho consciência da minha cor e vi de perto a discriminação. Aliás, vejo até hoje! Tenho amigos do 'Nós do Morro' que não tiveram a mesma oportunidade que eu e isso só reforça que o preconceito não acabou", escreveu. 

Na sequência, ele falou que "cotas não são esmolas" e que acredita que "o Brasil só vai pagar sua dívida histórica quando tiver políticas públicas que garantam a todos igualdade". "Enquanto os negros não forem maioria nas unidades e nos lugares de poder, nada vai mudar", finalizou o ator.

Veja a sequência de tuítes:  

Entenda o caso

Em entrevista ao canal  ao canal  "Na Real com Bruno De Simone",  na semana passada, Thiago Martins se mostrou contra as cotas ao explicar que o negro "bem-sucedido no Brasil ou é jogador de futebol ou a música muda o caminho dele". 

 — O negro não tem o espaço que nós brancos temos. Eu tenho muitos amigos negros e a gente conversa muito sobre isso. A cota me machuca, por exemplo, isso dói. Isso dói porque a cor da pele não muda nossa inteligência e nosso caráter, nós somos iguais. A única coisa que muda é nossa pele — começou.

A seguir, ele aponta que não concorda com uso de cotas em universidades:

— Para quê existe cota para os negros? Não! Universidade e escola têm que ser para todo mundo. Emprego tem que ser pra todo mundo. A gente vê exemplos de negros bem-sucedidos pelo país, tanto na música, quanto no futebol, quanto sendo empresário, sendo advogado. Por que tiveram a chance e aproveitaram. Hoje eu aplaudo realmente os discursos.

Nas redes sociais, o ex-BBB Danrley e outros usuários ficaram indignados com as declarações do ator da Globo:


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros