Aposta no trap e bons números: conheça o rapper Matt Sad - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia24/02/2020 | 18h33Atualizada em 24/02/2020 | 18h33

Aposta no trap e bons números: conheça o rapper Matt Sad

Músico, que mora em Campo Bom, já tem bons números nas plataformas digitais e fará parcerias com nomes conhecidos do rap.

Natural de Novo Hamburgo, mas morando atualmente em Campo Bom, no Vale do Sinos, Matheus Felipe Araújo, 20 anos, tem uma história de amor antiga com a música. Desde a adolescência, o músico era fã de rap e de rock, mas, já naquela época, começou a flertar com o trap, uma vertente do rap, que vem fazendo sucesso no Brasil e no mundo, que aborda temas mais polêmicos, misturando batidas eletrônicas com batidas de rap. 

 ESTEIO -RS- BR - 23.02.2020Rapper Matt, que faz trap, uma outra vertente de rap.FOTÓGRAFO: TADEU VILANI AGÊNCIA RBS Editoria DG
Atualmente, Matt coleciona bons números em suas plataformasFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

— Em 2018, comecei na música. Mas, antes, eu já frequentava batalhas de rima e rodas. Foi nesses eventos que tive meu primeiro contato com um microfone e foi quando me aproximei do trap — relembra Matheus, que hoje usa o nome artístico de Matt Sad e que mora em Campo Bom. 

Um bom começo

Mesmo com pouco tempo de estrada, o gaúcho já colhe alguns frutos da sua escolha pelo trap. Com sete músicas lançadas, ele tem mais de 400 mil visualizações em seu canal no YouTube e mais de 10 mil inscritos em seu canal no Spotify, números de respeito para um músico iniciante. Além disso, em 2020, fará parcerias com nomes conhecidos no país, como o paulista Raffa Moreira. 

— Sempre escutei muito trap de artistas "gringos", sempre gostei das melodias que eles criavam nas músicas. Também gostava dos assuntos que eles abordavam, que iam desde violência, pobreza drogas e racismo, mas que também falavam de amor e festas. Eu reproduzo minhas emoções e vivências na arte — explica Matt. 

Entre suas faixas, uma das principais apostas é a mais recente, lançada em fevereiro deste ano, batizada de Fama & Dor, com produção de Ibrahits, um dos principais nomes do gênero por aqui. 

— Fico muito feliz em alcançar esses bons números com pouco tempo de carreira. Minha meta é crescer cada vez mais _ afirma o rapper. 

Para 2020, o rapper está trabalhando em um disco com cinco músicas, sendo que duas delas terão participações especiais de artistas conhecidos no cenário nacional. 

— E no dia quatro de abril, farei o show do MC Caveirinha. Estou empolgado, é um belo começo — comemora Matt.

Pitaco

Rafa, do Rafuagi, fala sobre o som de Matt Sad:

 — Música com uma boa produção, bem finalizada, é um bom trap. Sempre recomendo que a galera que está iniciando invista em letras com mensagens atuais. Parabéns, Matt!  

Aqui, o espaço é todo seu

— Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

— Para falar com o rapper, ligue para 9989-33304.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros