Amor pela comunidade: conheça o Seleção do Samba, que vem fazendo sucesso no Campo da Tuca - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Estrelas da Periferia09/03/2020 | 18h23Atualizada em 09/03/2020 | 18h23

Amor pela comunidade: conheça o Seleção do Samba, que vem fazendo sucesso no Campo da Tuca

Grupo, que surgiu como uma roda de samba, começa a chamar atenção em outras regiões da Cidade

Há cerca de seis anos, surgia no coração do Campo da Tuca, no bairro Partenon, na Zona Leste da Capital, o Seleção do Samba. Inicialmente, a roda de samba formada por músicos era uma espécie de "Seleção Brasileira", como os integrantes definem.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 06/03/2020- Estrelas da Periferia: Grupo Seleção do Samba. (FOTOGRAFO: TADEU VILANI / AGENCIA RBS)
Músicos, na entrada da Cervejaria da Tuka, onde tudo começouFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

— No começo, o Seleção funcionava com a colaboração de outros integrantes de outras bandas. Naquela época, o Seleção convocava um de cada grupo para fazer o grupo, em forma de roda de samba, como a Seleção Brasileira, que convoca os melhores e os de confiança — explica Thiago, tam-tam e voz do grupo.

Porém, com o passar do tempo, o Seleção do Samba começou a cair no gosto dos fãs e os integrantes passaram a amadurecer a ideia de que o projeto virasse um grupo, com formação fixa. Inicialmente, as rodas de samba aconteciam no meio da comunidade, na frente do local que viria a ser a Cervejaria da Tuka, casa que teria muita importância na história da banda, que tem três integrantes que moram na Tuca e um que mora em Viamão. 

— Quando a casa foi inaugurada, o Seleção do Samba já existia, não era mais roda de samba. Desde então, a gente vem trabalhando para que ele seja um grupo. E o legal é que, desde que a gente fez essa mudança, o público comprou nosso trabalho, as pessoas passaram a pedir que a gente tocasse em outros locais, fora da Tuca — afirma Jed (surdo e voz).  

Leia outras histórias

Gratidão

Com um repertório amplo, que vai do sertanejo ao pop, tudo adaptado ao samba e ao pagode, como eles fazem questão de ressaltar, além, é claro, de muito samba e pagode. 

Na Tuca, o Seleção do Samba virou atração confirmada nas sextas e nos domingos, no palco da cervejaria. Em alguns shows, segundo Julio, a festa chega a reunir mais de 1,5 mil pessoas. Além de sucessos do pagode e do samba, eles já incluíram no repertório a canção autoral É Proibido Mas é Natural, que foi gravada na Cervejaria da Tuka, ao vivo.

— Conseguimos deixar essa marca junto ao público, todo mundo sabe que, no domingo, tocamos aqui. O pessoal da comunidade tem a banda como xodó, a Tuca tem uma importância imensa para a banda. E é muito legal a gente ter um lugar dentro da nossa comunidade que a gente possa curtir um samba e voltar pra casa a pé — comemora Jed.

Entre os próximos passos da banda estão a gravação de um EP, que deve ser lançado ainda neste ano e a gravação de um clipe. No palco da Cervejaria da Tuka, claro.

— Já levamos o trabalho da banda para outras comunidades. E estamos trabalhando para levar o trabalho da banda para outros Estados, para o Sudeste — afirma Thiago.

Ainda integram o Seleção do Samba Thiago (tam-tam e voz) e Vavá (pandeiro). 

Pitaco

Guto Paulista, do Samba Tri, fala do trabalho do Seleção do Samba:

 Os integrantes do Seleção do Samba são músicos muito qualificados, referências no samba e no pagode em Porto Alegre. A musicalidade deles é muito bacana, unindo referências de vários gêneros. É um trabalho que tem tudo para dar certo! 

Aqui, o espaço é todo seu

— Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

— Para falar com o grupo, ligue para 98263-1737.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros