Michele Vaz Pradella: Na telinha, todos os dias são delas - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Noveleiros07/03/2020 | 10h00Atualizada em 07/03/2020 | 10h00

Michele Vaz Pradella: Na telinha, todos os dias são delas

No Dia Internacional da Mulher, a coluna presta uma homenagem às melhores representantes do gênero feminino na ficção

Michele Vaz Pradella: Na telinha, todos os dias são delas Camilla Maia / TV Globo/TV Globo
Foto: Camilla Maia / TV Globo / TV Globo

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o assunto não poderia ser outro. Afinal, além da importância da data, não faltam exemplos de mulheres fortes e representantes dignas da força feminina na teledramaturgia atual.

Em mais uma versão emocionante, Éramos Seis traz de volta a batalhadora Lola, agora vivida pela maravilhosa Gloria Pires. A saga de uma mãe de família do início do século 20, em meio ao sofrimento e as perdas que a vida lhe infligiu, provoca identificação imediata das telespectadoras que acompanham a história.

No horário das 19h, Salve-se Quem Puder que a trama tem uma mulherada de respeito. Como representante da ala feminina, temos a querida dona Ermelinda, personagem da gaúcha Grace Gianoukas. Mãezona de Zezinho (João Baldasserini), ela ainda abraçou as fugitivas Kyra (Vitória Strada), Luna (Juliana Paiva) e Alexia (Deborah Secco) como se fossem suas filhas, protegendo-as, dando broncas e conselhos.

salve-se quem puder, Ermelinda (Grace Gianoukas)
Uma fofa essa dona ErmeFoto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Brasileiríssima

E o que dizer da novela das nove, Amor de Mãe? Não é difícil eleger a grande mulher da novela de Manuela Dias. Lurdes (Regina Casé) é uma corajosa e determinada nordestina, mãe amorosa e que não tem medo de enfrentar os desafios. Um mulherão de respeito, como tantas que existem na vida real. Para todas, um Feliz Dia da Mulher!

amor de mãe, Lurdes (Regina Casé)
Mulher arretada!Foto: oão Cotta / TV Globo/Divulgação


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca