"Acredito que as pessoas vão se dar conta da importância do artista", diz Ernesto Fagundes - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Piquetchê06/04/2020 | 12h18Atualizada em 06/04/2020 | 12h18

"Acredito que as pessoas vão se dar conta da importância do artista", diz Ernesto Fagundes

Ao lado dos irmãos, Neto e Paulinho, artista gravou versão de sucesso argentino e ainda faz parcerias no bombo com o filho, Santiago

Em épocas de quarentena, por conta da pandemia de coronavírus, surgem as mais diversas iniciativas de músicos para seguirem levando sua música aos fãs. O objetivo também é levar um pouco de conforto e entretenimento para o público que está em casa, saudoso de ver seus ídolos no palco. Ao mesmo tempo, esse período tem propiciado aos artistas um contato maior com seus familiares, como é o caso de Ernesto Fagundes. 

Ernesto e seu parceiro de bombo, SantiagoFoto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Leia mais
"Para cuidar da saúde, tu precisas do mínimo, que é estar alimentado", diz César Oliveira, sobre iniciativa que arrecada cestas básicas para músios

Em Porto Alegre, onde mora com a mulher, Juliana, e os filhos, Santiago, sete anos, e Manuela, 17 anos, ele está  aperfeiçoando a parceria com um talento que tem se mostrado promissor: o próprio Santiago.

Nos momentos a dois, Ernesto e Santiago têm feito lindas parcerias, que vêm chamando atenção de fãs nas redes sociais. Em uma delas, Manuela gravou a performance de Ernesto e Santiago, em casa, cantando Origens, clássico do cancioneiro gaúcho e tema de abertura do programa Galpão Crioulo, da RBS TV.

Em outra, homenageou os 111 anos do Inter, celebrados neste sábado (quatro).

– O Santiago é meu parceiro de bombo desde criança. Quando ele era menor, eu trouxe um para ele de Santiago Del Estero (cidade localizada na Argentina, considerada a terra do bombo leguero). E esse instrumento foi feito pelo Froilán Gonzales (artesão argentino que, além de tocar bombo, produz o instrumento), com quem gravei o documentário Origens lá no Pátio Del Indio. Estamos nos abastecendo de amor – afirma Ernesto.

Em família

Cada um de suas casas: Ernesto...Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

E, quando se fala de algum integrante da família Fagundes, é impossível não lembrar da união dos três irmãos. Pois, em tempos de isolamento, Ernesto, Neto e Paulinho mantêm o contato diário – mas virtual, claro, cada um de sua casa. Dessa parceria online, surgiu uma versão em português da canção Como La Cigarra, sucesso do cancioneiro argentino. De sua casa, Paulinho fez a trilha e, também de seus lares, Neto e Ernesto gravaram os vocais, por celular.

– Gostei tanto desta experiência que quero fazer outras gravações – afirma Paulinho.

... Paulinho...Foto: Arquivo Pessoal
... e NetoFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Já Neto, que também é apresentador do Galpão Crioulo, ressalta que gostou da iniciativa pelo fato de, em trio, eles terem feito uma versão em português para uma canção argentina. Ernesto destaca a importância dos artistas no momento de pandemia, e afirma que os colegas têm uma importância social, neste momento:

– A gente abastece o público com cultura, por meio da música. O escritor, por meio da literatura. Então, acredito que as pessoas vão se dar conta da importância do artista.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros