"Quanto mais mulheres  ocuparem os espaços, mais poderemos garantir nosso lugar de fala", diz Claudia Leitte, que lança clipe com MC Zaac - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Música12/04/2020 | 11h31Atualizada em 12/04/2020 | 20h01

"Quanto mais mulheres  ocuparem os espaços, mais poderemos garantir nosso lugar de fala", diz Claudia Leitte, que lança clipe com MC Zaac

Na entrevista, cantora fala ainda sobre confinamento e a atual temporada do The Voice Kids

Aos 39 anos, Claudia Leitte, que está em quarentena em Miami, nos Estados Unidos, com a família, onde tem uma casa, acaba de lançar o disco Bandera Move Part. II, nas plataformas digitais. 

Claudia Leitte havia lançado a primeira parte do disco em dezembroFoto: Jacques Dequeker

A primeira parte do trabalho havia sido apresentada em dezembro. Mas, no fim do ano, a situação era outra: a cantora estava com a agenda a toda, se preparava para mais uma temporada de The Voice Kids como uma das técnicas, ao lado de Carlinhos Brown e Simone & Simaria. E fazia sua estreia no Carnatal, Carnaval fora de época que ocorre há mais de duas décadas, em Natal, no Rio Grande do Norte. 

Agora, tudo mudou. Com a pandemia mundial de coronavírus, ela está em confinamento, em casa, mas, mesmo com a agenda de espetáculos adiada, manteve o lançamento da segunda parte do projeto, segue interagindo com fãs nas redes sociais e até fez um show online em uma festa do Big Brother Brasil 20, nesta semana.

Neste papo exclusivo, Claudinha fala do disco, da vida em quarentena e conta como usa a música como forma de empoderamento para se expressar como bem entende.  

Flerte com funk

O disco tem cinco faixas: três românticas inéditas (Meus Olhos Não Mentem, Só Quero Você e Amor Amor), uma mais no estilo axé (Pulsação) e o grande destaque do álbum, a sensual Rebolada Bruta.

Essa última foi gravada em parceria com o funkeiro paulista MC Zaac, 27 anos, que ficou conhecido por hits como Bumbum Granada, com mais de 500 milhões de visualizações no YouTube.Depois do sucesso,Zaac fez parcerias com nomes como Simone & Simaria (Tá que Tá).

No clipe, Claudinha usa cinco looks diferentes, assinados pelo stylist da cantora, Yan Acioli.

- Meu encontro com Zaac aconteceu por intermédio de Augusto Cabrera (produtor musical uruguaio), que é um grande parceiro em minha carreira. Está sempre antenado na essência do meu trabalho e já produziu músicas minhas como Baldin de Gelo. Isso tornou esse processo ainda mais massa - afirma a estrela em papo por e-mail, explicando:

- Zaac é um artista talentoso, inclusive como compositor. É dele a letra de Rebolada Bruta. Eu estou muito feliz em poder contar com a colaboração do Zaac. Na faixa, Claudinha flerta mais diretamente com o funk, gênero que não é novidade para ela:

- O axé me permite viajar por todos os ritmos, ainda mais na Bahia. Já cantei muito funk no trio e fora dele. 

Nessa batida, lembra que gravou Preto com Os Hawaianos em 2011.

- Rebolada Bruta é mais uma música que integra o meu repertório. Tem a batida e a energia que convidam as pessoas a dançarem da forma que quiserem. É maravilhoso poder me experimentar artisticamente em todos os ritmos - diz a cantora.

Mesmo durante o isolamento social, Claudia lança o disco e mantém contato com os fãs via redes sociais. Para delírio de quem assistia ao Big Brother Brasil 20, na quarta-feira passada, ela foi uma das convidadas para a festa Mil e Uma Noites, que rolou na casa do reality show, onde fez um espetáculo virtual. 

– E aí, pessoal? Feliz de cantar para vocês, mas a felicidade é muito grande mesmo. Eu me arrumei hoje dentro de casa, como vocês se arrumam aí em dia de paredão, dia de votar, dias de coisas importantes assim. 

Na casa do BBB, show onlineFoto: Reprodução

Eu vim aqui pra cantar para vocês. Aproveitem que a noite é toda de vocês, e eu tô aqui toda para vocês – afirmou a cantora, que nasceu no Rio de Janeiro, mas, ainda na infância, se mudou para a Bahia, com a família.  


No banheiro 

Com o movimento de artistas fazendo lives quase que diariamente para levar entretenimento aos fãs que estão em casa, Claudinha afirmou, em entrevista ao Diário Gaúcho, que vem fazendo shows virtuais em seu canal do YouTube e na página do Instagram, mas que não tinha nenhum marcado para os próximos dias. 

Porém, também na noite de quarta-feira, depois de já ter concedido esta entrevista, surpreendeu fãs com uma gravação inusitada publicada em seu perfil, no Instagram. Na pequena live, cantou Amor Perfeito, hit de Roberto Carlos, já interpretado por ela, do banheiro de casa. Cada um de seus lares, os músicos de sua banda acompanharam a estrela. 

Leia mais
Claudia Leitte posta primeira foto da filha

No dia seguinte, a cantora postou uma foto com os filhos, Davi, 11 anos, Rafael, sete, e Bela, sete meses, segurando microfones, em uma imagem que ganhou centenas de comentários pela fofura dos pequenos, frutos de seu casamento com o empresário Marcio Pedreira, 40 anos. 

"Temos que ser adeptas da sororidade"

Claudinha ainda fala sobre a mulher poder se expressar livremente pela música, avalia a temporada do The Voice Kids, que teve gravações interrompidas devido à pandemia, e conta como tem sido a quarentena em família. 

Há algum tempo, nomes como Anitta têm ressaltado a importância de a mulher se expressar como quiser, como tu fazes em Rebolada Bruta. Valesca Popozuda, que antes sofria um baita preconceito, tem afirmado que levantava essa bandeira antes, com os funks proibidões. Como vês essa questão?

Acredito que quanto mais mulheres se expressarem sobre isso e ocuparem os espaços, mais poderemos garantir  nosso lugar de fala. Dessa forma, auxiliamos a criar uma consciência social sobre o empoderamento das mulheres na sociedade. No caso da música, não é diferente. Quanto mais mulheres, melhor. Temos que ser adeptas da sororidade (união entre a ala feminina). Juntas em todas as áreas, deixaremos para trás absurdos sociais, como a violência doméstica e as diferenças salariais entre homens e mulheres.

Como tu, mulher, trabalhadora, esposa e mãe, estás encarando essa quarentena? Que exemplos tentas levar para teus fãs, via internet e redes sociais? E como tem sido a convivência mais intensa com toda a família?

Não podemos deixar a peteca cair. É um momento inesperado e conturbado para todos. Precisamos nos informar e seguir as recomendações dos órgãos de saúde, mas também precisamos olhar o próximo. Ainda que cada um de sua casa, há várias iniciativas que podem ser feitas para auxiliar pessoas que estão passando por mais dificuldades ou que precisam de auxílio. Além disso, como artista, trago a minha música como instrumento para levar entretenimento às pessoas nesse momento de isolamento.  


Como estavas avaliando essa temporada do The Voice Kids? 

Essa temporada está muito massa! Me emocionei muito até aqui ao ver tantas histórias trazidas por crianças que são gigantes talentos na música. Estamos lá como técnicos, mas pode ter certeza que aprendemos muito. Não vejo a hora de isso tudo passar e podermos voltar a estar todos juntos nas etapas ao vivo.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros