Guri de Uruguaiana, sobre o confinamento: "Estou até perdendo a noção do tempo" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Só se fala noutra coisa!23/05/2020 | 07h00Atualizada em 23/05/2020 | 07h00

Guri de Uruguaiana, sobre o confinamento: "Estou até perdendo a noção do tempo"

Humorista fala, ainda, sobre os esquecimentos típicos de quem está há tanto tempo em casa

Sem noção de tempo

Buenas, chê! Com esse confinamento, eu estou até perdendo a noção do tempo. Estou igualzinho àqueles viventes que viajam para outro país e ficam com o tal do "confuso horário". Esses tempos,  não sabia nem em que dia da semana estava, acredita? É que eu já estou começando a sentir aqueles probleminhas de umidade… Uma idade avançada! Ontem mesmo, fiquei meia hora procurando a minha máscara para poder sair de casa. Adivinha onde estava? Na minha cara! Que barbaridade! 

Guri de Uruguaiana
Acho que o confinamento me deixa ainda mais confuso, chê!Foto: Fabrício Eckhard / Divulgação


Esquecimento

Eu ando muito esquecido. Eu só não perco a cabeça porque está grudada no pescoço. O pior é quando perco alguma coisa em casa e peço ajuda para a minha patroa. Ela sempre pergunta: "Onde tu perdeu?". Rapaz do céu! 

Eu fico na ponta dos cascos! Se eu soubesse onde perdi, iria lá e pegava né, chê! Outro dia, fui levar o cachorro para passear e esqueci do coitado. Levei só a coleira. Que falta de opção! Mas isso acontece, né, chê… Quem nunca foi para o trabalho de carro e voltou de ônibus que atire a primeira pedra. 

E o pior é que eu sou ruim de memória também para reconhecer as pessoas. Quando, por acaso, um vivente me encontra na rua e vem me cumprimentar, todo faceiro, eu fico ali enrolando, fazendo umas perguntas genéricas, para ver se vem uma luz e descubro quem é. Digo: "E aí, e o pessoal, tudo bem?". Só enrolo! 

Correio amoroso

Guri, procuro um namorado que seja bonito, rico, másculo e carinhoso. Onde posso encontrá-lo?

Guri de Uruguaiana
Não está fácil pra ninguém...Foto: Fabrício Eckhard / Divulgação

Fê Araújo, de Porto Alegre.

Bah, Fê, que pena! Chegou tarde! Depois que eu me casei, está difícil de achar um homem assim e solteiro. Te aconselho a preparares um chá de camomila bem forte. Depois, te deita e dorme. Pois, só em sonho tu vais encontrar um bagual desses. 

Hoje em dia, o guasca tem de ser macho que nem o Chuck Norris e ser também metrossexual, estar sempre todo bonitinho.

Agora, quando as prendas encontram um compadre buenacho, se casam e vão podando o coitado até ele ficar mais encolhido do que salsichão na brasa. Olha, casamento, hoje em dia, é quase uma prisão: a única diferença é que lá ainda te liberam para jogar bola uma vez por semana. Que barbaridade! 

Te agenda, vivente!

Chê! Neste sábado, a Live do Guri vai ter muitas piadas, música ao vivo, paródias inéditas, correio amoroso, jogos por telefone, gaiteiro virtual e a participação louca de especial do meu conterrâneo de Uruguaiana: o músico Serginho Moah! 

Guri de Uruguaiana
Serginho Moah é meu convidado de honraFoto: Fabrício Eckhard / Divulgação

Não perde, chê! Vai rolar, simultaneamente, no meu Facebook, YouTube e Twitter às 19h! 


Tirinha do Guri

Foto: Reprodução / Guri de Uruguaiana


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca