Michele Vaz Pradella: Um novo olhar sobre "A Favorita" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Noveleiros30/05/2020 | 10h00Atualizada em 30/05/2020 | 10h00

Michele Vaz Pradella: Um novo olhar sobre "A Favorita"

Novela de João Emanuel Carneiro entrou no catálogo do Globoplay esta semana

Michele Vaz Pradella: Um novo olhar sobre "A Favorita" Frederico Rozario / TV Globo/TV Globo
Qual delas era a sua favorita no início da novela? Foto: Frederico Rozario / TV Globo / TV Globo

Duas mulheres, versões diferentes da mesma história, telespectadores divididos e ansiosos pela revelação. Assim foi a estreia de A Favorita, em 2008. 

O autor João Emanuel Carneiro construiu a trama de forma que tanto Flora (Patrícia Pillar) quanto Donatela (Claudia Raia) pudessem ser a vilã. Mas como seria se já soubéssemos a verdade desde o início?

a favorita, Flora (Patrícia Pillar)
A carinha de anjo enganou muita genteFoto: Zé Paulo Cardeal / TV Globo/Divulgação

Foi esta a experiência que tive dias atrás, assim que a novela entrou para o catálogo do Globoplay. Agora, sabendo que Flora era uma mulher fria e dissimulada, a forma de acompanhar é diferente. É possível perceber que Patrícia Pillar desenhou cada movimento de sua personagem para que o público sentisse pena. A fala mansa, a postura curvada, o andar cansado, tudo foi calculado para "enganar" o público. 

Imperdível

A Favorita - Cláudia Raia#PG: 18 Fonte: Divulgação Fotógrafo: tv globo
Arrogante, mas não malvadaFoto: Ver Descrição / Ver Descrição

Por outro lado, Donatela tinha todas as características de uma mulher manipuladora. Falava aos gritos, tinha um capanga que cumpria as suas ordens, usufruía do luxo da família Fontini e queria ver Flora bem longe. Sim, na época, acreditei que seria Donatela a grande vilã. Vale a pena recordar o primeiro capítulo, aberto para não-assinantes no Globoplay, e analisar cada passo das rivais. Sabendo ou não a verdade, é uma trama imperdível.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros