De uma longa amizade, nasce a dupla Jonathas & Filipe  - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia16/06/2020 | 20h40Atualizada em 17/06/2020 | 09h05

De uma longa amizade, nasce a dupla Jonathas & Filipe 

Artistas se conhecem há 18 anos. Tiveramsuas andanças pela música e, hoje, formam uma parceria de destaque no cenário local.


Para voltarem aos palcos em breve, músicos apostam nos ensaiosFoto: Divulgação / Divulgação

Há 18 anos, os amigos Jonathas Sousa, 32 anos, morador do bairro Sarandi, e Filipe Takeda, do Parque Santa Fé, 31, ambos na zona norte de Porto Alegre, começavam uma amizade que perdura até os dias atuais e que rendeu a eles uma dupla sertaneja, algo que não imaginavam naquela época. 

Ou até poderiam, tendo em vista que, além da proximidade, há uma coincidência interessante entre eles: tocaram o primeiro instrumento com a mesma idade, aos três anos. Na época, Jonathas fazia sua “estreia” no violino, enquanto Filipe arranhava os primeiros acordes de violão.

- Hoje, a dupla Jonathas & Filipe tem três anos de existência, mas nossa história é muito mais antiga. Nossa amizade existe há 18 anos, desde a época do colégio, sempre mantivemos uma amizade muito forte. Temos alguns traços parecidos, o que leva algumas pessoas, às vezes, até nos confundirem e acharem que somos irmãos. Somos irmãos, mas de coração e de amizade - conta Jonathas.

Antes de formarem a dupla, os artistas  foram construindo suas bases musicais, que viriam a acrescentar futuramente, quando os caminhos dos dois amigos se cruzassem, musicalmente falando. Enquanto Jonathas sempre teve uma inclinação pelo rock, samba, pagode e até música clássica, 

Filipe buscava suas influências no pop e no reggae.


Diferenciais

Ao longo dos anos, eles foram ganhando mais experiência, até que, em 2017, resolveram fundar a dupla. De lá pra cá, conseguiram entrar nas principais casas noturnas do gênero, com alguns diferenciais.

- Introduzimos muito (som de) violino em nossos shows, além de cantar alguns pops e reggaes, por influência do Filipe - explica Jonathas.

Quando a dupla estava começando a expandir seus shows para o interior do Estado, chegou a pandemia de coronavírus, que paralisou a agenda de apresentações. Porém, o período de isolamento social não os deixou parados.

- Estamos em um momento muito mais profissional da dupla. Nos sentimos muito preparados em relação ao mercado, por exemplo. A dupla está madura. Estamos ensaiando para, quando voltarmos aos palcos, estarmos até melhores do que antes - afirma Filipe. 

Entre os resultados do intenso trabalho no confinamento está a produção da canção autoral Acusando o Golpe, que está em processo final de produção.

- Além disso, gravamos uma música especial para o Dia dos Pais, que se chama Pai, um reggae, composição do Filipe, que entrará em nosso show - finaliza Jonathas.

Pitaco

Adriano Brasil fala sobre o trabalho da dupla:

- Interessante eles agregarem o violino ao trabalho, é um diferencial muito importante no meio sertanejo. Acredito que esse instrumento dá um toque especial para qualquer música. E é bom que cada um tenha influências diferentes, isso agrega muito na hora do show. Muito bom o trabalho deles, parabéns!

Aqui, o espaço é todo seu!

- Para falar com a dupla, ligue para 98447-3889.

- Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas, vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros