Após boicote nas redes por ação com Thammy, marca se manifesta: "Celebramos todas as maneiras de ser homem" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Campanha de Dia dos Pais29/07/2020 | 10h58Atualizada em 29/07/2020 | 10h58

Após boicote nas redes por ação com Thammy, marca se manifesta: "Celebramos todas as maneiras de ser homem"

Pastor Silas Malafaia e senador Eduardo Bolsonaro criticaram escolha de Thammy para protagonizar ação sobre a data

Após boicote nas redes por ação com Thammy, marca se manifesta: "Celebramos todas as maneiras de ser homem" Instagram @thammymiranda/Divulgação
Thammy Miranda e Andressa Ferreira são pais de Bento, de seis meses Foto: Instagram @thammymiranda / Divulgação
Donna e Folhapress

revistadonna.rbs@gmail.com

Desde segunda-feira (27), a escolha de Thammy Miranda como um dos influenciadores digitais a participar de uma campanha de Dia dos Pais tem rendido polêmica nas redes sociais. Após diversas hashtags de boicote à marca ganharem espaço no Twitter e no Instagram, a empresa de cosméticos Natura se manifestou publicamente em nota.

No texto, a marca ressalta que "defende todas as maneiras de ser homem, livre de estereótipos e preconceitos, e acredita que essa masculinidade, quando encontra a paternidade, transforma relações". O comunicado ainda ressalta que a Natura "acredita na diversidade". 

Além de Thammy, outras personalidades como o ator e ex-BBB Babu Santana, o chef Henrique Fogaça e o ator Rafael Zulu estarão na campanha #MeuPaiPresente, que vai compartilhar experiências sobre parentalidade em tempos de distanciamento social

O empresário e  Andressa Ferreira são pais de Bento, que nasceu em janeiro. 

Polêmica continua

Nesta terça (28), o pastor Silas Malafaia pediu um boicote à marca em suas redes sociais. Internautas chegaram a criar a hashtag #NaturaNão na noite de segunda-feira (27) e o assunto se tornou um dos mais comentados da rede social.

"Coloca uma mulher para fazer papel de homem no Dia dos Pais. Uma afronta aos valores cristãos", afirmou.

O pedido de boicote de Malafaia recebeu críticas: 

"O senhor também vai boicotar os pais que abandonam os filhos, os que mandam abortar?", questionou um deles. "Prega amor, pastorzinho, não guerra!", brincou outro. "O Thammy é mais pai que muitos por aí", opinou mais um.

 Sem citar o nome de Thammy, o senador Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também falou em seu Twitter sobre o tema:

"Mulher como garoto propaganda do dia dos pais. Depois Homem para o dia das mães... E quem falar o contrário já sabe né? É gado, é pessoa raivosa, discurso do ódio e fake news. Assim vão te calando e empurrando goela abaixo uma conduta totalmente atípica para padrões brasileiros", escreveu o parlamentar.

Em resposta aos ataques, Thammy voltou a se manifestar nesta terça e citou os "falsos moralistas". 

"São homens públicos e deveriam cuidar da saúde, gerar emprego, ajudar quem precisa. Deveriam estar mais preocupados com os pais que não ajudam os filhos e deixam as mães sofrendo, que batem nas mães na frente dos filhos", afirmou em seu perfil no Twitter. 

"País está cheio de gente precisando de ajuda, no meio de uma pandemia, com auxílio emergencial faltando pra um monte de gente e eles ficam monitorando a vida de uma pessoa comum que decidiu ter uma família", completou.

A cantora Gretchen, mãe de Thammy, já havia se pronunciado sobre as críticas e ataques ao filho: 

"Meu filho foi contratado pela Natura porque ele é um pai presente, um pai de verdade, um pai que sustenta, um pai que ama, um pai que cuida do seu filho, um pai que protege a sua mulher", disse em um vídeo.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros